Servidores são agredidos após confusão sobre reagendamento em Cuiabá

Usuários teriam tomado a vacina CoronaVac e estavam em busca da segunda dose

Davi Valle

Os servidores da Saúde de Cuiabá em trabalho no posto de vacinação na UFMT foram agredidos nessa sexta-feira (14). A confusão de teria ocorrido por falta de doses da CoronaVac e a obrigação de reagendamento de data. 

Num momento em que uma servidora explicava a situação, houve forte reação do público e ataque físico. Conforme a prefeitura, ela dava orientação sobre os documentos necessários para comparecer ao posto. 

Uma enfermeira teria se trancado no banheiro para evitar fugir dos agressores. Cerca de 25 servidores estão lotados no posto da UFMT. A confusão foi controlada pela Polícia Militar. Não foi divulgada ocorrência de detenção. 

Em nota, a prefeitura informou que “apesar da orientação de agendamento” para a segunda dose da CoronaVac, “é grande o número de pessoas que procuram a unidade sem a devida conformidade”.  

A rotina de ontem teria se somado a necessidade reagendamento por causa de indício de fraude detectado pela Secretaria de Saúde de Cuiabá. Somente 2,4 mil doses foram liberadas para o posto da UFMT. 

A suspeita de fraude está relacionada à identificação de 2,5 mil pessoas que moram outros municípios que teriam agendado e recebido a aplicação da segunda dose da CoronaVac em Cuiabá para a conclusão do esquema de imunização. 

Essa identificação levou à obrigação de um novo agendamento para a segunda dose. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBruno Covas tem quadro considerado irreversível, diz boletim médico
Próximo artigoCerca de 12 milhões de pessoas ainda não enviaram declaração do IR