Selma: filiação só na semana que vem

Juíza aguarda sua aposentadoria ser publicada para se filiar e começar articulação

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A juíza Selma Rosane Arruda ainda não está filiada a partido algum. Diferentemente do que foi veiculado a partir de um vídeo feito pelos deputados federais Victório Galli e Jair Bolsonaro, ambos do PSL, saudando a entrada dela no partido, ela confirmou ao LIVRE que ainda não está filiada.

Mais cedo, por meio da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, ela anunciou que só irá se manifestar oficialmente sobre sua filiação a um partido político e possível candidatura a partir de segunda-feira (02).

Esse prazo tem uma razão de ser. Mesmo com a aposentadoria aprovada pelo Tribunal de Justiça, a informação ainda não foi publicada no Diário Oficial, o que poderia gerar questionamentos já que, pela Lei Orgânica da Magistratura, um juiz não pode exercer cargos políticos ou em partidos políticos.

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos Ribeiro, assinou o pedido de aposentadoria da magistrada na terça-feira (27). Agora, falta a aposentadoria ser publicada.

Os deputados federais Victório Galli e Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL), já comemoram a possível filiação da magistrada – ela é cotada para ser candidata a senadora pela sigla. O Partido Social Democrático (PSD), do vice-governador Carlos Fávaro, também tenta ter Selma em suas fileiras nas eleições de outubro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstado apura responsabilidade em inexecução de obra da Secitec
Próximo artigoAdvogados dizem que acusados de morte de personal só falarão em juízo