Rinha de galos é fechada, um homem é preso e diz: “esse esporte não vai acabar”

A Polícia Ambiental também lavrou multa no valor de R$ 24 mil

Foto: PMMT

A Polícia Militar fechou uma rinha de galos nessa sexta-feira (06) no município de Nobres (120 km de Cuiabá). Oito galos foram encontrados com sinais de maus-tratos no local.

A PM chegou ao endereço por volta das 17h30, após receber uma denúncia.

No local, os militares foram recebidos por um homem de 32 anos. Ele afirmou que criava aves, mas não para rinhas e convidou a equipe para entrar e checar.

Ao entrar, porém, os militares encontraram cinco galos com as esporas cortadas, três com ferimentos pelo corpo, um ringue, além de seis luvas/buchas de treino para galos, quatro biqueiras, três esporas de plástico e vários fármacos de uso veterinário.

Com isso, o suspeito acabou confessando que treinava galos de briga e vendia por cerca de R$ 500. Os galos que não aprendiam a lutar, ele doava para chacreiros.

À Polícia, ele afirmou que o esporte nunca iria acabar, porque mesmo que todos que o fazem sejam presos, seus filhos dariam continuidade à prática.

Diante do flagrante, ele foi preso e encaminhado para a delegacia. O ringue e os galos, no entanto, tiveram que ser deixados no local, pois a polícia não tinha como levar.

A Polícia Militar Ambiental de Barra do Bugres também lavrou infrações administrativas que somaram R$ 24 mil.

O suspeito já tinha passagem por posse irregular de arma de fogo e dessa vez o caso foi registrado como maus-tratos a animais silvestres, domésticos ou domesticados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExportação de frango brasileiro cresceu 10% em fevereiro
Próximo artigoSeis atitudes simples que fazem um casamento durar