Recursos federais podem substituir o Fethab sobre o milho, diz deputado

Líder da bancada de MT no Congresso, Neri Geller aposta na regulamentação do FEX

Neri Geller preferiu não comentar (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Líder da bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional, o deputado federal Neri Geller (PP) afirma que tem se articulado para elevar as receitas do Estado que vêm do governo federal.

Conforme o parlamentar, a intenção é substituir o dinheiro que hoje é arrecadado com a contribuição para o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) sobre a produção de milho. Uma cobrança criada neste ano, já pela gestão Mauro Mendes (DEM).

“Acho que é compreensível o momento de dificuldade do governo. O Mauro pegou um Estado com bastante problema, mas o que precisa fazer é diminuir o tamanho da máquina”, defendeu.

Entre os recursos que a bancada federal já conseguiu para o Estado, Neri Geller citou R$ 59 milhões destinados ao setor da saúde e a regulamentação de uma área de 223 mil hectares – a Gleba Divisa – que tem potencial de gerar receita de até R$ 500 milhões.

“E estamos trabalhando forte na regulamentação do FEX [Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações]. Consolidando tudo isso, vamos chegar no Mauro e pedir para tirar o Fethab do milho”, pontuou.

LEIA TAMBÉM
Produtores de MT vão evitar comprar máquinas para não ter que pagar mais impostos
Mauro promete investir R$ 460 milhões do Fethab em estradas