“Querem me dar o golpe para me tirar do poder”, diz Bolsonaro em entrevista

De acordo com Bolsonaro, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral se comporta como se às eleições já estivessem definidas

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que existe um complô no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o tirarem da Presidência da República. Em entreviste à rádio CBN Recife, nesta segunda-feira (13), o presidente afirmou que existe um golpe em andamento.

“Querem me dar o golpe para me tirar do poder. É fácil resolver isso aí, vamos deixar a apuração simultânea do lado. Qual o problema?”, disse o presidente.

Suposto responsável pelo golpe

Ainda segundo Bolsonaro, o ministro Edson Fachin seria o articulador desse suposto golpe.

Bolsonaro afirmou que o ministro se comporta como se às eleições já estivessem definidas e como se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já estivesse eleito.

“O ministro Fachin convida em torno de 70 embaixadores e fala para eles, de forma indireta, mas diz exatamente que o presidente estaria preparando um golpe, que quer desacreditar o sistema eleitoral e diz mais: que ao anunciar o resultado [das eleições] os seus respectivos chefes de Estado devem reconhecer imediatamente o ganhador. Ou seja, será que o retrato do final das eleições de 2022 já está pronto no TSE?”, afirmou Bolsonaro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPSDB sem candidato: Eduardo Leite desiste da presidência e buscará Governo do RS
Próximo artigoResistência à realocação marca cumprimento de decisão judicial na Valentes de Davi