Professor da rede pública é acusado de abusar de enteada adolescente

A própria vítima acionou a polícia e contou que vinha sendo abusada sexualmente pelo padrasto

Imagem ilustrativa

Um professor da rede pública de Nova Mutum (240 km de Cuiabá) foi acusado nessa quinta-feira (17) de abusar sexualmente da enteada dele, uma adolescente de 13 anos.

A própria vítima acionou a Polícia Militar afirmando ter sido abusada pelo padrasto. Assim que acionada, a PM entrou em contato com o Conselho Tutelar e foi até a casa da vítima para ouvi-la.

Às conselheiras tutelares, a menina disse que o padrasto é professor em uma escola municipal da cidade e que os abusos começaram há menos de um mês.

A vítima disse, ainda, que nessa quinta-feira havia sido estuprada pelo padrasto.

Diante do relato da menina, os policiais encaminharam ela, a mãe e as conselheiras tutelares para a delegacia e registraram o caso como estupro de vulnerável.

O caso será investigado pela Polícia Judiciária Civil de Nova Mutum.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRisco baixo para a maioria
Próximo artigoVoluntários arrecadam 400 quilos de frutas e verduras para animais do Pantanal