Por até R$7 mil, PM do Mato Grosso do Sul abre concurso com 438 vagas

O Edital foi divulgado no Diário Oficial do Estado essa semana e as inscrições nesta sexta-feira

A Polícia Militar do Estado do Mato Grosso do Sul (PMMS) divulgou o edital de seu concurso público com o objetivo de preencher de 438 vagas, sendo 388 vagas para o Curso de Formação de Soldados e 50 vagas para o Curso de Formação de Oficiais da corporação.

As inscrições começam nesta sexta-feira (13) e os aprovados no processo seletivo receberão uma remuneração mensal que deve variar entre R$ 3.641 e R$ 7.089,13.

Inscrições

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 8 horas do dia 13 de abril de 2018 e 16 horas do dia 25 de junho de 2018, no site oficial da organizadora (www.fapems.org.br). A taxa de inscrição custará entre R$127,60 e R$204,16 dependendo do cargo almejado.

Os interessados devem estar dentro das seguintes condições

Possuir idade mínima de 18 anos completos na data da matrícula no Curso de Formação.
Possuir, no máximo, 30 anos (até 30 anos, 11 meses e 29 dias) na data de encerramento das inscrições neste Concurso Público.
No caso de candidato militar estadual do Estado de Mato Grosso do Sul, possuir na data de encerramento da inscrição até 20 anos (até 20 anos, 11 meses e 29 dias) de efetivo serviço na Instituição Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, sem limitação de idade máxima.
Possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo de categoria “B”, valendo para também a CNH Provisória.
Possuir escolaridade de nível superior, com diploma de Bacharel em Direito, obtido em estabelecimento reconhecido pelo sistema de ensino federal, estadual ou do Distrito Federal.

Mais informações podem ser obtidas no site dos organizadores da prova, clicando aqui.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAliados de Taques apostam em deputados para manter PSD na base
Próximo artigoDivulgação discreta

O LIVRE ADS