Polícias cumprem 31 mandados contra quadrilha que atuava no Oeste de MT

Entre os presos está um candidato a vereador que chegou a ser eleito 1º suplente em 2016

As Polícias Civil e Militar, em ação conjunta, deflagraram, na manhã desta quinta-feira (23), a operação “Passo Marcado”, com objetivo de cumprir 31 ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar.

As ordens têm como alvo um grupo criminoso atuante na região Oeste do Estado e que pratica roubos majorado, associação criminosa armada, posse e porte de arma de fogo e comércio ilegal de arma de fogo.

Os mandados são para as cidades de Pontes e Lacerda e Figueirópolis D’Oeste. Seis ordens de prisão preventiva pesam contra os suspeitos Magdieldo dos Santos Silva, Arlindo Portilho Sobrinho, Josue Xavier da Silva, Eliazar Daniel da Silva, Marcio da Silva Santos e Vagner Leonel Garcia.

Com base nas investigações da Polícia Civil, a Justiça também decretou 25 mandados de busca e apreensão nos endereços dos investigados, de familiares e de outras pessoas que têm relação com o grupo criminoso. O material apreendido ainda está sendo contabilizado pelas equipes policiais.

Investigação

O grupo criminoso é investigado há cerca de seis meses pela Polícia Civil. O trabalho teve início após três roubos de caminhonetes modelo Toyota Hilux em Figueirópolis D’ Oeste. Foram identificados como líderes do grupo Magdieldo dos Santos Silva, Arlindo Portilho Sobrinho e Thiago Soares Nascimento.

Durante as investigações, foram presos em flagrante pela Polícia Militar Alessandro Cesar Santos Veiga, Thiago Soares Nascimento, Elton Douglas Ferreira dos Santos e Cristovão Oliveira dos Santos (executor de três roubos).

A PM também identificou a participação de Tiago Fhellype Ney de Almeida, que continua foragido.

Foi apurado que, usando arma de fogo, os suspeitos roubaram uma caminhonete Hilux no dia 28 de março em Figueirópolis D’Oeste. Eles acabaram presos em Pontes e Lacerda.

Atuando da mesma forma, os integrantes do grupo foram identificados como autores de um crime idêntico no dia 16 de março, em Pontes e Lacerda, ocasião em que as vítimas foram mantidas em cativeiro até o amanhecer.

Foi descoberto na investigação que Magdieldo, vulgo Magno, é segurança particular/noturno em Figueirópolis D’Oeste e era o responsável por identificar as vítimas dos assaltos e repassar ao grupo criminoso, além de dar todo apoio logístico às ações.

Também apurou-se que ele tem suposta credibilidade na cidade e chegou a ser candidato a vereador. Acabou como 1º suplente nas eleições de 2016.

Além dos roubos de veículos, a Polícia Civil apura o envolvimento de Thiago Soares do Nascimento em, pelo menos, dois crimes de furto a banco com a utilização de explosivos. Os crimes teriam ocorrido em dezembro de 2018, em Jauru, e fevereiro de 2019, em Figueirópolis D’Oeste.

Participaram da operação policiais civis de Jauru, Polícia Militar, ARI do 12º CR, Força Tática, Defron, policiais civis de Comodoro, Campos de Júlio, Nova Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Delegacias Regional e Municipal de Pontes e Lacerda, Policiais Civis de São José dos Quatro Marcos, Rio Branco e Mirassol D’Oeste.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCultura geek: Unic Barão sedia campeonatos de CS-GO, Fifa e Mortal Kombat
Próximo artigoAgrotóxicos: deputados pedem dispensa de pauta e irritam autor de projeto