Polícia prende acusado de atear fogo em adolescente

Vítima foi socorrida e encaminhada para uma unidade de saúde em Cuiabá

Foto: Assessoria Polícia Civil de Mato Grosso

O suspeito de jogar álcool e atear fogo contra um rapaz de 17 anos, causando graves queimaduras na vítima, foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (07), em São Pedro da Cipa, região Sul do estado.

Uma segunda pessoa que estava na casa no momento do crime e conduzida à delegacia durante a apuração, sob suspeita de participação no crime, foi ouvida e liberada pelo delegado de Jaciara, Ricardo Franco.

Contra o homem de 37 anos não foi verificada nenhuma comprovação de envolvimento no crime. Inclusive, ele tentou socorrer a vítima, de acordo com declaração do próprio suspeito do homicídio tentado.

Crime doloso

Na noite de terça-feira (06), o suspeito J.A.S., de 21 aos, e o homem de 37 anos, estavam na residência dele, no bairro Vila Érica, ingerindo bebida alcóolica, quando a vítima chegou ao local. Em certo momento houve uma discussão entre o suspeito e vítima, que mantinham um relacionamento.

O homem de 37 anos que estava na residência tentou intervir para cessar a discussão, porém, o suspeito disse para ele não interferir na briga. Em seguida, dentro do banheiro da casa, o suspeito pegou álcool, jogou na cabeça do adolescente e ateou fogo usando um isqueiro.

A pessoa que estava na casa tentou ver o que estava ocorrendo e, de acordo com declaração prestada à Polícia Civil, ficou com medo do que aconteceu e saiu da residência. Contudo, depois ele retornou  e ainda tentou prestar socorro à vítima, informações que foram confirmadas em depoimento pelo suspeito.

A vítima conseguiu caminhar até um vizinho e pedir socorro, sendo encaminhada ao hospital de Juscimeira, com graves queimaduras na região da cabeça. Em entrevista a policiais militares que foram acionados pela unidade de saúde, o rapaz, ainda consciente, conseguiu informar a identidade do suspeito.

A Polícia Civil foi comunicada e iniciou a apuração para localizar o autor do crime. Em busca na residência dele, os policiais chamaram pelo rapaz por diversas vezes, sem que ele atendesse a porta. Ele declarou depois, na delegacia, que se trancou dentro da casa, sem fazer nenhum ruído, na tentativa de ludibriar os investigadores e a equipe desistisse de procurá-lo.

O suspeito foi ouvido pelo delegado e será apresentado em audiência de custódia do Poder Judiciário nesta quinta-feira. Ele foi autuado em flagrante por homicídio qualificado na forma tentada, cometido por meio cruel.

“Durante declaração ficou evidente que o suspeito claramente assumiu o risco de ceifar a vida da vítima, agindo de forma cruel”, disse a autoridade policial.

Diante da gravidade do crime, o delegado Ricardo Franco representará à Justiça pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNeurilan Fraga classifica como ‘absurda’ declaração de secretário de Saúde
Próximo artigoImitáveis lança trailer de filme sobre Jacildo e Seus Rapazes