Polícia Militar já realizou 17 operações nos três primeiros meses do ano

Índices de homicídios, roubos e furtos e latrocínio diminuíram na Capital e em Várzea Grande

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) apresentou nesta sexta-feira (12) um balanço com os resultados obtidos no primeiro trimestre neste ano. Até o momento, a instituição já realizou 17 operações, que vão desde a atuação integrada em datas específicas, como no caso do Carnaval, em blitzes da Lei Seca e até mesmo na prevenção de crimes relacionados a agências bancárias, como no caso das “saidinhas de bancos”, entre outros.

O resultado foi a diminuição nos índices de criminalidade, em especial na região metropolitana. De acordo com os números apresentados pela PM, nestes três primeiros meses Cuiabá registrou 22 homicídios, 11 a menos do que em 2018 e 13 a menos do que em 2017. Da mesma forma ocorreu na vizinha Várzea Grande, porém com registros ainda maiores de redução.

No primeiro trimestre, a Cidade Industrial registrou nove homicídios, 15 mortes a menos do que em 2018 e oito a menos do em 2017. O mesmo ocorreu em relação a roubos e furtos, que tiveram uma redução no índice geral de ocorrências de aproximadamente 20%. Neste ano já ocorreram 1.182 roubos na Capital, enquanto em 2018 esse número chegou a 1.360 e em 2017 a 2.022. Em Várzea Grande foram registrados 600 roubos, contra 705 em 2018 e 1.111 em 2017.

Neste período foram realizados mais de 19,5 mil boletins de ocorrência e mais de 9,3 mil pessoas conduzidas a delegacias. Também foram cumpridas 397 prisões por mandado judicial e 639 veículos roubados foram localizados e recuperados em ação.

Em relação ao tráfico de entorpecentes, foram registradas 1.155 ocorrências, entre tráfico, posse e uso e foram apreendidos 864 kg de drogas. Além de drogas, a PM também apreendeu 453 armas de fogo e 89 simulacros.

No trânsito, a PM abordou mais de 21,5 mil motoristas, realizou mais de 3,3 mil testes de alcoolemia, que resultaram em 17 prisões.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, Cel. PM Assis, as operações devem continuar ao longo do ano, utilizando as diversas frentes de trabalho das quais a instituição possui, a exemplo do Bope, Rotam, Cavalaria, Batalhão de Trânsito, Ambiental, entre outros.

“A Polícia Militar tem como meta de trabalho a potencialização das ações ostensivas e de repressão primária. A ideia é colocarmos policiais nas ruas fazendo aquilo que eles sabem mais fazer, que é o policiamento ostensivo, abordando, checando e lógico, combatendo o crime na hora que ele acontece”, destacou Assis.

Confira as 17 operações já realizadas pela PM:

-Operação Corrida de Reis
-Operação Integrada Reforço Integrado CR8
-Operação Integrada Lei Seca
-Operação Ribeirinho Cidadão
-Operação Carnaval 2019
-Operação Integrada Vila Cardoso
-Operação Integrada Transpantaneira I
-Ordem Pública – Água Boa
-Operação Escola Segura 2019
-Operação Integrada Salutem
-Operação Corrida Bom Jesus de Cuiabá
-Operação Presença Marcada
-Operação Veranum
-Operação Guardião
-Operação Sangradouro – 3º CIPM
-Operação Sistêmico – 6º CR
-Operação Mamom 2019

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOeste Rural Show divulga programação da feira
Próximo artigoFinal da série de GOT pode ser diferente dos livros que o autor ainda está escrevendo