Ocupação de hotéis para o réveillon no interior do Rio é de 93%

Nesta ano as reservas estão superior em dez pontos percentuais aos 83,42% registrados pelo SindJHotéis Rio na virada de 2017 para 2018

Foto: Gabriel Monteiro/Riotur

O interior do estado do Rio de Janeiro está com elevadas taxas de ocupação para as festas do réveillon deste ano. As reservas alcançaram, até o momento, taxa de 93,09%, superior em dez pontos percentuais aos 83,42% registrados pelo Sindicato dos Hotéis do Rio de Janeiro (SindJHotéis Rio) na virada de 2017 para 2018.

O secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sergio Felix, disse que existe uma diversidade de regiões turísticas que estão com altas taxas de ocupação, não se limitando apenas às cidades litorâneas. “A Serra Verde Imperial, as Agulhas Negras e o Vale do Café, regiões que atraem aqueles que querem aproveitar a festa em lugares mais tranquilos, também registram altas taxas de ocupação. É o caso de Vassouras e Itatiaia, que estão com 99% de ocupação, e Petrópolis e Teresópolis, com 87% e 88%, respectivamente”, disse o secretário.

Procissão

O município de Angra dos Reis, localizado na Costa Verde do estado, que atrai muitos visitantes devido à procissão marítima realizada no primeiro dia do ano, está com 99% de ocupação, enquanto a cidade histórica de Paraty tem 80% dos quartos reservados. Paraty vai brindar os turistas e moradores com vários shows, distribuídos por suas diversas praias. A principal queima de fogos ocorrerá na Praia do Pontal.

Na Costa do Sol, a cidade de Armação dos Búzios, divulgada internacionalmente pela atriz francesa Brigitte Bardot na década de 1960, registra até o momento 85% de ocupação. Em Arraial do Cabo, a taxa média de ocupação é elevada, atingindo 96%. O município de Cabo Frio, também na Região dos Lagos, registra 99% dos quartos reservados. A programação da virada do ano começa amanhã (29) em Cabo Frio com show na Praia do Forte.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS