Nutricionista orienta sobre a utilização de chás emagrecedores

O consumo indiscriminado deste tipo de medicamento pode causar danos à saúde

Os números do Ministério da Saúde mostram que há no país 57,25% da população com sobrepeso, de acordo com os últimos dados da pesquisa Vigitel. Esse levantamento foi feito em 2021, pelo Governo Federal, para identificar doenças e problemas crônicos na população brasileira.

Esse volume de quase seis brasileiros em cada dez com sintomas de sobrepeso, tem, também, trazido um outro lado. Está claro que há no país, uma constante preocupação com a obesidade e, com isso, há muitas pessoas, preocupadas em perder peso, no Brasil.

Isso tem gerado o crescimento das vendas de produtos relacionados a perda de peso, e uma corrida pelos chamados chás emagrecedores, que são vendidos, sem receitas ou prescrições, principalmente, na internet.

No entanto, o consumo indiscriminado deste tipo de medicamento pode causar danos à saúde.  “É muito comum na busca pelo emagrecimento as pessoas recorrerem aos chás e produtos com promessas emagrecedoras; só que o corpo não funciona bem assim, o excesso de um chá diurético como, por exemplo, hibisco, cavalinha como outros também, está muito relacionado à piora da saúde renal. E uma piora consequentemente do metabolismo, causando uma possível desidratação e uma alteração na funcionalidade, principalmente, dos seus rins”, destaca o nutricionista do Sistema Hapvida, Igor Oliveira.

Ele ainda explica que é necessário que as pessoas observem a composição e as doses da bebida e jamais substituam o consumo de água pelo chá.

“É comum as pessoas exagerarem tendo consumo maior de chás do que de água, sendo que a água também tem uma capacidade diurética desde que nós tenhamos uma ingestão adequada de água”, disse.

Por último, o nutricionista do Hapvida recomenda a utilização dos chás, desde que eles sejam administrados com recomendação de médicos e ou nutricionistas, para evitar riscos e, consequentemente, problemas com a saúde, em razão do uso indiscriminado deste tipo de produto.

(Com informações a Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEntidades médicas esperam decisão da Anvisa sobre cigarro eletrônico
Próximo artigoContas que não fecham: 49% dos brasileiro estão com faturas de cartão de crédito em aberto