Netflix é convocada pelo congresso para explicar especial de Natal do Porta dos Fundos

Netflix não deve emitir comunicados sobre a situação

Em pleno final de ano, uma discussão acalorada segue nas redes sociais por conta do especial de Natal do Porta dos Fundos, extremamente polêmico.

Na produção exibida pela Netflix, o grupo Porta dos Fundos encena o retorno de Jesus dos 40 dias no deserto, insinua uma relação amorosa entre Jesus e Satanás e ainda sugere que Cristo, Maria e José formariam um triângulo amoroso.

Agora, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça (17/12) um requerimento de autoria do deputado federal e pastor Julio Cesar Ribeiro para a realização de audiência pública com a presença de representante da Netflix para esclarecimentos sobre o filme A Primeira Tentação de Cristo.

“O filme é uma verdadeira afronta aos valores cristão, ultraje a fé e a figura de Jesus Cristo e dos seus discípulos. Nós entendemos que uma obra de arte pode abordar diferentes aspectos a respeito desse período histórico sem fazer nenhum tipo de caricatura ou ofensa à imagem de Jesus. No entanto, este filme é uma verdadeira afronta aos mandamentos constitucionais, constitui crime previsto no Código Penal e verdadeira afronta religiosa aos valores cristãos”, afirmou Julio Cesar.

A Netflix afirmou que não irá prestar esclarecimentos sobre o assunto.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCotonicultura: MT encerra 2019 com a maior safra da história
Próximo artigoMPF pede que Emanuel pague fiança de R$ 118 mil e se afaste de delatados por Silval