Na pandemia, divórcios têm alta 20% no Brasil; MT não registra aumento

Além de Mato Grosso, apenas Amapá e Rondônia não tiveram aumento entre maio e junho

Agência Brasil

Até que a pandemia os separe! O número de divórcios consensuais nos cartórios pelo Brasil a fora cresceu 18,7% nos meses de maio e junho de 2020, segundo o Colégio Notarial Brasileiro (CNB).

Em números absolutos, os divórcios consensuais passaram de 4.471 em maio para 5.306 em junho de 2020.

Houve crescimento em 24 Estados brasileiros. O Amazonas lidera com aumento percentual de 133%, sucedido do Piauí 122%. Pernambuco (80%), Maranhão (79%), Acre (71%) Rio de Janeiro (55%) e Bahia (50%).

Segundo o levantamento, apenas três unidades federativas não viram crescimento neste período, entre elas Mato Grosso.

Comparado com 2019

Na comparação com junho de 2019, a alta também é notada, mas de forma menos expressiva: 1,9%.

Ao todo, 15 unidades da Federação registraram crescimento no comparativo: Amazonas (30%), Distrito Federal (8,5%), Espírito Santo (18,4%), Goiás (33,8%) e Mato Grosso (14,9%).

Há uma explicação

O aumento coincide com a autorização nacional para que divórcios, inventários, partilhas, compra e venda, doação e procurações possam ser feitos de forma remota, por videoconferência por meio da plataforma e-Notariado.

Desde maio, o Provimento nº 100, editado pela Corregedoria Nacional de Justiça, disciplinou a realização de atos à distância pelos cartórios.

Isso significa que que os divórcios consensuais e que não envolvam menores passaram a ser resolvidos de forma mais prática e rápida, sem a necessidade de deslocamentos ou encontros entre as partes.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMato-grossenses contam rotina da pandemia fora do Brasil
Próximo artigoMorre prefeito de Alto Taquari vítima de covid-19