Mulher é presa ao tentar entrar na cadeia com celulares escondidos no corpo

A mulher saiu correndo quando teve que ser revistada e acabou sendo levada para fazer um exame de raio-X. Os celulares estavam inseridos na vagina

Uma mulher de 32 anos foi presa pela Polícia Militar de Barra do Garças (510 km de Cuiabá), quando tentava entrar na cadeia pública do município com dois aparelhos celulares escondidos no corpo. O caso aconteceu na tarde deste sábado (27).

De acordo com a polícia, ao entrar na cadeia, a mulher teria se recusado a passar pelo detector de metais. Segundo o relato da equipe militar, a suspeita teria, inclusive, saído correndo do local. O caso foi considerado uma atitude suspeita para os militares.

Imediatamente, os agentes penitenciários acionaram a Polícia Militar, que fez rondas e conseguiu encontrar a mulher.

Quando foi questionada pela equipe sobre o motivo de ter ido até a cadeia, ela teria entrado em contradição diversas vezes, sendo, portanto, levada para a delegacia.

Já na central de flagrantes, a mulher passou uma revista. Com ela, uma policial feminina encontrou um fone de ouvido, estilo bluetooth, em sua calcinha. Diante do achado, a equipe resolveu conduzir a suspeita para o pronto-socorro da cidade, para um exame de raio-x.

Uma vez na unidade médica, os militares constataram as suspeitas: a mulher levava não apenas o fone de ouvido, ms também tinha inserido dois celulares dentro da vagina.

Segundo revelou, os aparelhos teriam sido entregues pela mãe do reeducando que ela iria visitar, e por um homem não identificado.

Diante do caso, a mulher acabou presa e os celulares foram apreendidos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Vida de uber”: homem pede a motorista de aplicativo para transportar dois cabritos
Próximo artigoPadrasto agrediu e estuprou a enteada dos cinco aos 10 anos