Mulher dá à luz em lanchonete e filha ganha comida de graça pra sempre

A rede de fast food ainda garantiu um emprego quando ela completar 14 anos

(Foto: Reprodução/Facebook)

Um casal de San Antonio, nos Estados Unidos, foi a uma unidade da rede de lanchonetes Chick-fil-A quando, de repente, a mulher deu à luz. Por conta disso, a rede disse que a filha poderá comer lá de graça para sempre e ainda garantiu um emprego quando ela completar 14 anos.

Tudo começou quando Falon Griffin, que estava grávida, começou a sentir intensas contrações na noite de terça-feira, então ela e o marido, Robert, foram ao hospital. Mas, no caminho, o casal parou em uma unidade do Chick-fil-A para deixar suas duas filhas com um casal de amigos.

A lanchonete estava fechada, mas os funcionários deixaram Falon entrar para usar o banheiro. Foi aí que ela entrou em trabalho de parto. “Eu estava prestes a ligar para a emergência, eu abro a porta e ela está lá gritando”, disse Brenda Enriquez, a diretora da lanchonete, à ABC.

A gravidez de Falon era considerada de alto risco, o que deixou a situação ainda mais preocupante. Por sorte, Robert soube lidar bem com o trabalho de parto inesperado. “Eu parei a bebê quando chegou no ombro, porque eu vi o que parecia ser um enforcamento: era o cordão umbilical que estava preso em seu pescoço”, disse Robert. Ele conseguiu desenrolar o cordão e trouxe Gracelyn ao mundo.

A emergência chegou e a mãe e a bebê foram levadas ao hospital, onde estão internadas e fora de risco. Como resultado do parto na lanchonete, a Chick-fil-A ofereceu comida de graça para ela por toda a vida.

Com mais de 120 mil compartilhamentos até o momento, a publicação de Robert no Facebook viralizou.

(Com Agência Estado e Metrópoles)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT Criativo oferece consultorias e palestras gratuitas; inscrições abertas
Próximo artigoFies: hoje é o último dia para inscrições do segundo semestre