MT vai multar em até R$ 10 mil quem alimentar animais em parques

Em 2020, saguis morreram no Parque Mãe Bonifácia após contraírem uma doença de humanos

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Quem for flagrado alimentando animais silvestres em algum parque estadual em Mato Grosso pode ser multado em até R$ 10 mil. O alerta é da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT).

A regra também vale para quem permite que os bichos tenham acesso a garrafas de água ou embalagens de comida.

O risco, segundo a secretaria, é de que os animais contraiam doenças transmissíveis por humanos, como o Herpes Simplex, que foi fatal para 16 saguis do Parque Mãe Bonifácia em 2020.

LEIA TAMBÉM

Conforme o gerente da Unidade de Conservação Parque Mãe Bonifácia, coronel da Polícia Militar Celso Benedito Pinheiro, os saguis estão habituados com a presença dos visitantes no Parque e, por isso, interagem com os humanos, objetos, e alimentos.

“É preciso que a população entenda que o contato com esses alimentos pode causar a morte dos animais”, explica.

O Parque Estadual Mãe Bonifácia possui cursos d’água que são utilizados pelos animais, 12 bebedouros na área de mata – exclusivos para os animais -, distribuídos pela unidade  com manutenção diária e tanque perene. Na mata, os frutos e folhas são os alimentos ideiais para a manutenção da saúde das espécies.

É importante ressaltar que os humanos podem transmitir a doença mesmo sem estar com sintomas. Nos macacos, o Herpes Simplex evolui para inflamação que pode afetar diversos órgãos, podendo causar lesão de pele, mucosas, pulmão, coração, fígado e no sistema nervoso central. Além disso, tem potencial de tranmissão entre os animais da mesma espécie após a contaminação de um único indivíduo.

Alimentar animais é crime

Conforme o decreto federal Nº 6.514, de 22 de julho de 2008, a multa vai de R$ 500 a R$ 10 mil para atividades ou condutas em desacordo com os objetivos da unidade de conservação, o seu plano de manejo e regulamentos específicos.

O Parque Mãe Bonifácia é uma das três unidades de conservação urbanas sob responsabilidade da Sema-MT, localizadas em Cuiabá. A unidade atende à população para a realização de trilhas e academia ao ar livre, com restrições por conta das medidas de prevenção à Covid-19, como o uso obrigatório de máscaras, distanciamento, e a proibição de entrada de alimentos.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFies: pré-selecionados têm até sexta-feira para completar inscrição
Próximo artigoJennifer Aniston cortou relações com quem se recusa a tomar a vacina contra a COVID-19