Moradora de condomínio de luxo insulta trabalhadores que foram cortar sua água: “preto passa fome”

Ela alega que os funcionários da empresa Águas Cuiabá seguraram seu braço de forma violenta

Uma moradora do condomínio residencial Belvedere, em Cuiabá, foi acusada na manhã desta quarta-feira (23) de cometer crime de injúria, após xingar e ameaçar dois funcionários da empresa Águas Cuiabá, que teriam ido até o local para cortar a água da residência. Ela, por sua vez, acusa os trabalhadores de lesão corporal.

Uma equipe da Polícia Militar foi acionada via Ciosp para atender a ocorrência por volta das 9h30. No local, M.N.S, 43 anos, e B.D.B, 33 anos, relataram que ao chegarem na residência para cumprir a ordem de serviço, teriam sido destratados pela proprietária C.M.A.F, 50 anos, com xingamentos e ofensas como “trogloditas filhos da puta” e “seus pretos, passam fome”.

De acordo com os trabalhadores, ela ainda os ameaçou: “meu esposo é delegado e vocês vão morrer na cadeia”.

A moradora, por sua vez, alega que os funcionários seguraram ela pelo braço de forma violenta, causando escoriações em seu braço direito. Ela disse ainda, conforme o boletim de ocorrência, que não foi notificada previamente sobre o corte de abastecimento de água e que os dois funcionários começaram a realizar o serviço sem avisá-la.

Após ouvir os relatos, os militares encaminharam todos para a Central de Flagrantes. Os três foram registrados no boletim de ocorrência como vítimas.

Em nota, a Águas Cuiabá informa que tem rígida política de conduta e exige de todos os seus colaboradores que atuem de forma ética e legal, com respeito e profissionalismo no exercício de suas atividades. A concessionária aguarda a apuração do caso pelas autoridades e tomará as medidas cabíveis.

Atualizada às 19h18

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Um absurdo isso. A pessoa não paga as contas em dias, e quando vão suspender o fornecimento agridem verbalmente os funcionários que estavam apenas realizando o seu serviço. Grande arrogância da parte dela informar que seu esposo é delegado, isso não resolve em nada, entretanto se pagar as contas em dias evita corte.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAcidente na BR-364 causa congestionamento de 15 km
Próximo artigoMaduro faz discurso da janela do palácio e diz que se manterá no poder