Ministra destaca importância de o Brasil vender produtos da soja com valor agregado

Tereza Cristina participou da inauguração de indústrias, em Dourados (MS), que irão produzir farelo de soja e refino de óleo

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou nesta segunda-feira (25) da inauguração de indústrias de farelo de soja e refinaria de óleo do grão em Dourados (MS), desenvolvidas pela Coamo – Agroindustrial Cooperativa.

Na cerimônia, a ministra destacou que este é um dos maiores empreendimentos da América Latina para esmagamento de soja. As indústrias agregarão valor à soja exportada, com a produção de farelo e refino de óleo.

“No momento em que o Brasil exporta, abre mercado, ter mais produtos de valor agregado à nossa soja, em forma de farelo e óleo, é importantíssimo. Vamos ter mais farelo à disposição da suinocultura, avicultura e bovinocultura. São empregos de mais qualidade, só ganhos”, afirmou.

Tereza Cristina ressaltou ainda que está em negociação a abertura do mercado da China para o farelo da soja brasileira.

A planta industrial tem capacidade de processar 3 mil toneladas/dia de soja, produção de farelo de soja e uma refinaria para 720 toneladas/dia de óleo de soja, equivalente a 15 milhões de sacas. Com as indústrias de Dourados, somados a outros dois parques industriais, a Coamo amplia a capacidade de processamento de soja para 8 mil toneladas/dia e a de refino para 1.440 toneladas/dia de óleo de soja refinado.  Os investimentos somam mais de R$ 780 milhões.

A Coamo reúne cooperados em 63 municípios nos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. De acordo com dados da Coamo, a rede de cooperativas é responsável por cerca de 3,5% de toda a produção nacional de grãos e fibras.

Participaram do evento o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini; o governador Reinaldo Azambuja; o senador Nelsinho Trad (PSD-MS); a prefeita de Dourados, Délia Razuk; o secretário de Política Agrícola do Mapa, Eduardo Sampaio; o diretor da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, Márcio Madalena; e o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstatuto do Torcedor passa a punir torcedores violentos com mais rigor
Próximo artigoMark Ruffalo quer ver o Hulk enfrentando Wolverine nos cinemas