Membros do Comando Vermelho são presos após gravar vídeo de tortura para “salve”

Preso diz que aplicou corretivo em homem que havia roubado vaca de membro da facção

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Dois homens que se identificaram como membros do Comando Vermelho foram presos na noite dessa sexta-feira (6) no bairro Princesa do Sol, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Eles são suspeitos de gravar um vídeo de tortura para um “salve” da facção criminosa, espécie de recado ou orientação passada pelos bandidos à população.

Por volta das 19h de sexta, a Polícia Militar (PM) encontrou um homem com um dos braços quebrado e o outro ferido, sangrando muito, em uma casa à beira do rio Cuiabá, no bairro Engordador, em Várzea Grande. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Pronto-Socorro do município cerca de duas horas depois, segundo o boletim de ocorrência.

A vítima contou que foi espancada por quatro homens. Segundo ele, um dos agressores estava gravando a tortura, dizendo que ele não deveria mais cometer furtos na região e que o vídeo era um “salve” do Comando Vermelho.

Em rondas pelo bairro Princesa do Sol, a PM encontrou e prendeu dois suspeitos.

Segundo os policiais, um dos presos confessou a agressão e o vídeo para o “salve”. Ele alegou que era um “corretivo” pelo fato de a vítima ter matado uma vaca de um membro do Comando Vermelho.

Ele disse que o dono da vaca, que também participou da agressão, havia ficado com a filmagem.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApós eliminação, Neymar diz que vive momento mais triste da carreira
Próximo artigoMinistério Público denuncia 75 acusados de envolvimento com o PCC