Marido que roubou banco para ficar longe da mulher é condenado a prisão domiciliar

À época do assalto, o idoso que se sentou no foyer do prédio para esperar a polícia e ser preso

A vida tem seus meios estranhos e principalmente algumas ironias bizarras. Um homem de 71 anos roubou um banco, em setembro do ano passado, para poder ser preso e assim ficar longe de sua mulher. Agora, ele foi condenado à prisão domiciliar.

Lawrence John Ripple confessou ter assaltado o banco em Kansas City, nos Estados Unidos, e correu o risco de levar uma condenação de até 37 anos de cadeia. No entanto, sua defesa pediu clemência afirmando que o idoso estava com depressão por conta de uma cirurgia cardíaca na época do crime.

Por isso, o juiz Carlos Murguia o condenou a seis meses de prisão domiciliar. Além disso, Ripple ficará três anos em regime condicional e prestará 50 horas de trabalho comunitário.

O idoso também terá de pagar US$ 227,27 (cerca de R$ 745) ao banco. A história de Ripple viralizou em setembro do ano passado quando ele entrou no Bank of Labor e entregou um bilhete à atendente que dizia “tenho uma arma, me dê o dinheiro”. A funcionária do banco entregou US$ 2.924 (cerca de R$ 9.600) ao idoso que se sentou no foyer do prédio para esperar a chegada da polícia e ser preso.

Ripple contou às autoridades que escreveu o bilhete na frente de sua mulher e disse que preferia ser preso à ficar com ela. Entretanto, com o trâmite do processo, o idoso tratou de sua depressão e se recuperou emocionalmente.

Agora, com a condenação, o idoso vai parar em casa, juntamente com sua esposa. A diferença é que agora é lá que ele quer estar.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorForró pé de serra dá ritmo ao ‘Bulixo Julino’ no Sesc Arsenal
Próximo artigoBolsonaro não minimizou questão do trabalho infantil, diz Damares