Ladrões invadem CVV e levam notebook e dinheiro de doações

Apesar do furto, o sistema de atendimento não foi danificado e voluntários seguem atendendo normalmente

Sede do CVV em Cuiabá, na Rua Comandante Costa, nº 296, Bairro Centro

A sede do Centro de Valorização à Vida (CVV) em Cuiabá foi invadida e furtada na madrugada desta terça-feira (25). Os ladrões levaram um notebook e cerca de R$ 600 oriundos de doações.

O presidente da entidade mantenedora do CVV, Fraternidade de Apoio à Vida (FAV), Alessandro Bello, disse que para entrar na entidade o bandido pulou o muro de uma casa abandonada localizada ao lado do Centro.

“Usaram um terreno baldio ao lado para pular em uma casa abandonada no centro [de Cuiabá], aí pularam no terreno do CVV, arrombaram a nossa porta lateral e entraram”, contou Bello.

O presidente da FAV está na Central de Flagrantes de Cuiabá neste momento registrando um boletim de ocorrência sobre o furto. Ainda segundo ele, a sede foi revirada, todos os armários abertos, mas, felizmente, o atendimento não precisou ser descontinuado.

“Felizmente não mexeram no sistema de atendimento, que continua, está normal, não mexeram nos modems e nem nos telefones. Nosso sistema é de voice e eles não mexeram lá”, disse Alessandro, grato por poder continuar atendendo a quem precisa.

O CVV é mantido através de doações dos próprios voluntários e da sociedade, através da FAV. Quem quiser ajudar financeiramente pode entrar em contato via e-mail pelo [email protected], ou doar diretamente na conta da entidade mantenedora do CVV:

Banco do Brasil
FAV  – Fraternidade de Apoio à Vida
Ag: 3325-1
C/C: 128.437-1
CNPJ: 26.812.776/0001-08

Leia mais sobre o trabalho do CVV:

A importância da vida: o trabalho do CVV em prevenção ao suicídio

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAcusado de estuprar sobrinhas é amarrado por familiares e preso
Próximo artigoSintep bloqueia BR