Juiz intima Juca do Guaraná

Presidente da Câmara de Cuiabá tem 10 dias para explicar à Justiça porque projeto orçamentário foi aprovado sem emendas

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O juiz da 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública, Carlos Roberto Barros de Campos, intimou o presidente da Câmara de Cuiabá, Juca do Guaraná (MDB), para esclarecer a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Município, sem a inclusão de emendas parlamentares. 

A intimação foi publicada nesse domingo (26) e atende um mandado de segurança protocolado por vereadores da oposição à gestão Emanuel Pinheiro (MDB). Os parlamentares pediam a anulação da sessão que aprovou o projeto. 

O magistrado quer ouvir a direção da Câmara em até 10 dias. Os vereadores Michelly Alencar (DEM), Marco Paccola (Cidadania) e Edna Sampaio (PT) afirmam que tiveram o direito de inclusão de emendas vetado. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuando setembro chegar
Próximo artigoJustiça decreta falência da empresa TUT Transportes