Justiça decreta falência da empresa TUT Transportes

Empresa já não atuava no transporte intermuncipal de passagueiros desde 2019, por ser líder em reclamações dos usuários

(Foto: Ednilson Aguiar/O LIVRE)

Juíza da Vara Especializada em Recuperação Judicial e Falência de Cuiabá, Anglizey Solivan de Oliveira decretou a falência da empresa TUT Transportes. O processo de recuperação judicial tramitava desde 2005.

Na decisão, datada do dia 19 de julho, a magistrada aponta que um dos meios para a empresa pagar os credores seria a venda de patrimônio, mas os proprietários não cumpriram o acordo.

Além de não quitar os débitos pendentes, a empresa já não prestava mais contas ao Judiciário e ainda fazia novas dívidas.

Outro fator que pesou para o entendimento que a TUT já não tinha mais viabilidade econômica foi o fato de a empresa não operar mais linhas intermunicipais de transportes de passageiros em Mato Grosso.

A empresa foi substituída por ser a líder em reclamações dos usuários à agência reguladora de Mato Grosso, a Ager-MT.

“A cessação da atividade de exploração de transporte de passageiros intermunicipal desde 2019, ante a ausência de regularização perante os órgãos públicos para continuar operando, indica absoluta inviabilidade no prosseguimento das atividades empresariais”, escreveu a juíza.

Com a decretação da falência, a TUT terá todo seu patrimônio vendido num prazo de 180 dias, visando o pagamento dos credores. A preferência será para os créditos trabalhistas, de acordo com o previsto na Lei de Recuperação Judicial e Falência.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJuiz intima Juca do Guaraná
Próximo artigoVolta às aulas: Cuiabá deve ser a última capital a retomar atividades na rede municipal