Juiz decreta prisão preventiva de jovem que matou a amiga

Magistrado considerou que existem provas e indícios suficientes de que Aldirene Silva Santana cometeu o assassinato

Fernanda (à esquerda) e Aldirene (à direita), as duas eram amigas, mas teriam se desentendido

O juiz Wagner Plaza Machado Júnior, da Primeira Vara Criminal de Rondonópolis, converteu em prisão preventiva a detenção em flagrante da jovem Aldirene Silva Santana, 26 anos, acusada de matar a amiga, Fernanda Souza Silva, 22, com uma facada na última terça-feira (26).

A decisão do magistrado foi proferida após audiência de custódia realizada no dia seguinte ao crime. Na oportunidade, Wagner Plaza destacou que há provas e indícios suficientes da autoria do assassinato e que a prisão de Aldirene se faz necessária para a própria condução do processo penal contra ela.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma mulher de 34 anos presenciou o ataque de Aldirene a Fernanda e precisou intervir para evitar que ela continuasse com os golpes contra a amiga.

Fernanda havia ido a casa de Aldirene, junto com essa testemunha, tirar satisfações sobre boatos que Aldirene estaria espalhando sobre ela. Após a facada, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas Fernanda morreu ainda no local do crime.

Aldirene alegou à polícia que foi atacada com socos pela vítima e que não se recorda de ter cometido o crime. Segundo o relato dela, ela desmaiou em determinado momento da discussão e acordo quando Fernanda já estava morta.

Na delegacia, foi constatado que Aldirene tinha um corte na mão e um hematoma na cabeça. A reportagem do LIVRE não conseguiu contato com o advogado dela até o momento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFamoso rancho de Michael Jackson é colocado à venda com 70% de desconto
Próximo artigoManutenções preventivas garantem eficiência das unidades de saneamento