IBGE lança novo edital com 76 vagas para Mato Grosso; salários chegam a R$ 3,1 mil

Os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística lançou novo edital nesta quarta-feira (25) para o Censo Demográfico 2020. Dentre as 1343 vagas temporárias distribuídas por vários municípios brasileiros, 76 delas são para Mato Grosso: 38 para agente censitário operacional, que atuará em Cuiabá e 38 para coordenador censitário subárea. Neste caso, além da capital, os trabalhadores temporários atuarão em vários municípios.

As inscrições estão abertas até 15 de outubro e podem ser feitas pelo site
da Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do processo seletivo. Acesse o edital clicando aqui.

As provas estão previstas para 8 de dezembro. As remunerações mensais serão de R$ 3.100,00 para coordenador censitário subárea e de R$ 1.700,00 para agente censitário operacional.

Além disso, os candidatos a coordenador censitário subárea devem ter carteira
nacional de habilitação definitiva ou provisória, dentro do prazo de validade, no
mínimo para categoria B.

De acordo com a gerente de Recursos Humanos do IBGE, Rossana Patitucci, o coordenador exerce uma atividade de natureza técnica em um conjunto de municípios, por isso ele precisa ter carteira de habilitação para o deslocamento.

“Já o agente censitário operacional desempenha a função de suporte administrativo e de informática para as equipes das unidades estaduais”, explica. A jornada de trabalho para ambos os cargos será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias.

Os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação que regulamenta este tipo de contratação.

O período máximo da contratação é de 12 meses, podendo ser prorrogado de acordo com a Lei no 8.745/93. Os contratos terão vigência de 30 dias, podendo ser sucessivamente prorrogados por igual período, de acordo com a necessidade do trabalho e/ou disponibilidade de recursos orçamentários. O desempenho dos contratados será avaliado mensalmente.

O pagamento da taxa de inscrição para as duas funções deverá ser feito até 1º de novembro, sendo de R$ 58 para coordenador censitário subárea e de R$ 42,50 para agente censitário operacional.

O candidato somente poderá efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Simples), que estará disponível no site da FGV. A GRU deverá ser paga em espécie em qualquer agência do Banco do Brasil, ou via internet banking do mesmo banco, sendo de inteira responsabilidade do candidato a impressão e guarda do comprovante de inscrição.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMP pede cassação de Janaina Riva por prática de caixa 2
Próximo artigoCâmara Federal cria whats para checagem de notícias falsas