Homem tenta matar a ex-mulher esfaqueada dentro do trabalho dela

Segundo a Polícia Civil, a motivação da tentativa de feminicídio é que o ex-marido não aceita o fim do relacionamento

A vítima, Bruna de Souza, corre risco de morte (Foto: arquivo pessoal)

Uma mulher de 33 anos, identificada como Bruna de Souza, foi vítima de uma tentativa de feminicídio no início da tarde dessa segunda-feira (5) dentro da ótica em que trabalha, no centro de Pedra Preta (245 km de Cuiabá).

O suspeito é ex-marido da vítima, tem 41 anos, foi identificado como Genivaldo Alves Santana, e cometeu o crime por não aceitar o fim do relacionamento.

Segundo a Polícia Judiciária Civil, as imagens da câmera de segurança da ótica mostram o suspeito chegando, retirando o capacete e deixando em cima do balcão de atendimento.

Depois, ele aparece nas imagens fugindo, sem o capacete, e com um objeto na mão, que parece ser a arma usada para atingir a vítima, um objeto contundente ou perfurante.

O chefe da vítima acionou a polícia. Quando a Polícia Militar chegou, a vítima já estava sendo socorrida por terceiros. Já quando a Polícia Civil chegou, a vítima já estava no hospital.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada para realizar os procedimentos de perícia.

Policiais civis e militares realizaram buscas ao suspeitos na zona rural de Pedra Preta, percorrendo cerca de 300 quilômetros de estrada de chão, e receberam informações de populares que haviam visto o suspeito.

Segundo a Polícia Militar, os policiais chegaram a ver o suspeito na rodovia MT-458, mas ao perceber a presença da viatura da PM ele entrou em um matagal e os militares o perderam de vista.

A vítima precisou ser transferida do Hospital Municipal de Pedra Preta para o Hospital Regional de Rondonópolis. O quadro de saúde dela é considerado estável, porém há risco de morte. Ela passou por cirurgia e, segundo a Polícia Civil, aguarda um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

As polícias Militar e Civil seguem em busca do suspeito. O crime é considerado passional, devido à motivação. O caso foi registrado como tentativa de homicídio qualificado (feminicídio) por meio de arma cortante ou perfurante.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFMI afirma que economia brasileira crescerá mais que o previsto em 2021
Próximo artigoSérie “Mortes Anunciadas”: violência contra a mulher persiste após denúncia