Homem não gosta de mensagem no celular e esgana a companheira

A agressão começou dentro do carro do casal, na Praça Popular, em Cuiabá

Uma mulher de 37 anos procurou a Central de Flagrantes de Cuiabá na madrugada desta quinta-feira (16) afirmando ter sido agredida pelo companheiro, de 32 anos. Segundo a vítima, ela chegou a ser asfixiada por esganadura.

Conforme o boletim de ocorrência, o casal estava em um bar na Praça Popular, no centro de Cuiabá, quando, por volta da meia-noite, o homem recebeu uma mensagem no celular e ficou bastante agressivo.

Os dois saíram do bar e foram até o veículo do suspeito, onde iniciaram uma forte discussão. Segundo o relato da vítima, em meio à briga o suspeito deu um tapa no rosto dela.

Em seguida, ele teria segurado o pescoço da mulher, a esganando e chegando a causar asfixia nela.

Apesar das agressões, a vítima seguiu com o companheiro para a casa que os dois dividem, onde, ainda conforme o relato dela, novas agressões físicas aconteceram e ela resolveu denunciá-lo.

A mulher chamou um carro por meio de aplicativo de transporte e foi até a delegacia, onde registrou a denúncia contra o companheiro.

Consta no boletim de ocorrência que a mulher ainda disse que essa não foi a primeira vez que foi agredida pelo companheiro. Mas que só agora o denunciou porque ele sempre a coagia a não procurar a polícia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVeja Comer & Beber eleva padrões de atendimento e dá mais visibilidade a bares e restaurantes
Próximo artigoPetição para HBO refazer 8ª temporada de GoT já tem mais de 400 mil assinaturas