Governo do TO vai rastrear celulares e redes sociais para garantir lockdown

Quem for descoberto em aglomerações será condenado a pagar uma multa de R$ 20 mil

(Foto: Agência Brasil)

Governador do Tocantins, Mauro Carlesse (DEM) prometeu “tolerância zero” para quem realizar aglomerações e violar o lockdown no Estado. E para isso, de acordo com ele, será preciso quebrar a privacidade dos cidadãos. Tudo em nome de impedir os avanços da pandemia.

Com a decisão, agentes Secretaria da Segurança Pública do Tocantins vão monitorar celulares e redes sociais dos cidadãos, tentando encontrar informações que levem a  aglomerações e festas clandestinas.

Segundo o secretário de Saúde, Cristiano Sampaio, apenas a localização dos aparelhos será utilizada, sem ter acesso aos dados dos equipamentos. Entretanto, os agentes também vão checar as redes sociais de algumas pessoas.

“O monitoramento das redes sociais e o acompanhamento dos serviços disponibilizados pelas empresas telefônicas têm unicamente o objetivo de evitar que aconteçam festas clandestinas e eventos sem autorização”, disse o secretário em coletiva.

Quem for pego fazendo aglomerações ou violando o lockdown, pagará uma multa no valor de R$ 20 mil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSTF restaura poder do TCE de bloquear bens e afastar servidores públicos em MT
Próximo artigoEscola do Tribunal de Contas sofre princípio de incêndio durante a madrugada