Funcionário da Energisa flagra homem fazendo “gato” na rede elétrica e é agredido

A vítima estava trabalhando quando viu um homem com uniforme incompleto da Energisa fazendo uma ligação clandestina

Um funcionário da Energisa de 50 anos de idade foi agredido na tarde dessa quarta-feira (21) após flagrar um homem fazendo uma ligação clandestina, popularmente conhecida como “gato”, na rede elétrica do Bairro Coxipó do Ouro, em Cuiabá.

A vítima estava trabalhando quando viu um homem com uniforme incompleto da Energisa, fazendo uma ligação clandestina.

Vendo que era uma situação incorreta, o funcionário real se aproximou e pediu que a ligação fosse retirada. Mas o suspeito disse que não retiraria a fiação.

O funcionário, então, tentou retirar o material e foi agredido com um murro. Nesse momento, um funcionário de um viveiro próximo ao local, que estava com tornozeleira eletrônica, se aproximou e também deu um murro na vítima.

A Polícia Militar foi acionada, mas os dois suspeitos já haviam fugido. O caso foi registrado como lesão corporal.

Repúdio

Em nota enviada ao LIVRE nesta sexta-feira (23), a Energisa afirmou que repudia a agressão sofrida pelo funcionário e está dando suporte a ele.

Confira na íntegra:

“A Energisa repudia a agressão sofrida pelo seu colaborador em Cuiabá durante o exercício de suas funções profissionais. A empresa está dando todo o suporte ao colaborador. Para a empresa, nada justifica tais atos de desrespeito ao trabalhador que desempenha uma função digna e de fundamental importância para a sociedade. A concessionária tem no respeito à vida humana seu mais importante valor, colocando a segurança de seus colaboradores e dos mais de 20 milhões de clientes em primeiro lugar.

A distribuição de energia é uma concessão da União, que segue as regras definidas e fiscalizadas pelo Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, órgão regulador do setor nas diversas regiões do país. A empresa informa que dará todo suporte necessário às autoridades contra tais abusos e garante que não poupará esforços para combater fraudes e buscar a melhoria na prestação de serviços, preservando o bem-estar e o conforto de todos os mato-grossenses, em especial, nossos colaboradores e clientes.”

(Matéria atualizada para acrescentar a nota da Energisa)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomicídios em Mato Grosso reduzem 1,3%, contrariando média nacional
Próximo artigo“Na ONU denunciei a perseguição aos cristãos”, diz Bolsonaro sobre igrejas queimadas no Chile