Frigorífico terá que indenizar motorista boadeiro que ficou cego no trabalho

Trabalhador teve olho ferido após o coice de um animal, enquanto exercia suas funções

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma empresa frigorífica instalada em Mato Grosso foi condenada a indenizar um motorista boiadeiro que ficou cego de um dos olhos durante o trabalho. A decisão é do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

O acidente ocorreu em 2017, em Pontes e Lacerda (440 km de Cuiabá). O trabalhador teve o olho ferido pelo cano de uma vara de choque, instrumento utilizado para conduzir os bois para dentro da carroceria do caminhão.

Por causa do acidente, o motorista não pôde mais exercer a atividade profissional.

A empresa foi condenada em primeira instância e recorreu da decisão. Os empregadores  alegam que o acidente se deu por culpa exclusiva do trabalhador, que agiu com negligência e imprudência na hora de usar a ferramenta.

LEIA TAMBÉM

O TRT, porém, reconheceu que a atividade exercida era de risco.

Inicialmente, o frigorífico deveria pagar R$ 100 mil a título de danos morais e R$ 20 mil de danos estéticos. Os valores, contudo, foram reduzidos para R$ 30 mil e R$ 10 mil reais, respectivamente.

A empresa ainda vai arcar com gastos médicos, medicamentos e tratamento para o olho lesionado do trabalhador. Ele também deve receber pensão mensal, até completar 76 anos.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno planeja construir prédio para abrigar 14 órgãos ou secretarias no CPA
Próximo artigoPensando em abrir uma empresa? Saiba quanto o governo cobra de taxas