Fort Atacadista contrata funcionários para nova loja em Cuiabá; seletiva será nesta terça (14)

Além do salário, são oferecidos vários benefícios aos novos colaboradores

A semana inicia com expectativa positiva para quem busca uma oportunidade de emprego em Cuiabá. A nova loja do Fort Atacadista na Capital de Mato Grosso, a ser inaugurada nos próximos meses, na saída para Chapada dos Guimarães, continua com processo seletivo em busca de funcionários para atuar na unidade.

Nesta terça-feira (14.09), interessados nas vagas de auxiliar de carga e descarga, repositor de loja e auxiliar de prevenção devem comparecer na Escola Profº Lenine de Campos Póvoas, no bairro Jardim União, em Cuiabá, às 9h. Por medidas de segurança serão atendidas 100 pessoas. É necessário usar máscara facial.

Requisitos

Para participar do processo seletivo, o interessado deve ter Ensino Médio ou estar cursando, possuir os documentos pessoais atualizados (RG, CPF, Carteira de Trabalho Digital) e, no caso dos homens, apresentar certificado de reservista (dispensado).

Além do salário, a rede oferece vários benefícios aos seus funcionários, dentre eles, plano odontológico, seguro de vida e alimentação.

O Fort Atacadista é a rede de atacarejo (varejo e atacado) do Grupo Pereira, que emprega atualmente mais de 15 mil funcionários, nas lojas localizadas em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal.

Em Cuiabá, as lojas do Fort Atacadista estão presentes nas avenidas Fernando Corrêa da Costa e Miguel Sutil e, em Várzea Grande, na avenida da FEB. A quarta loja, na saída para Chapada dos Guimarães, será inaugurada em breve.

Serviço
Processo seletivo vagas de emprego Fort Atacadista Cuiabá

Data: 14.09 (terça-feira)
Horário: 9h
Local: Escola Profº Lenine de Campos Póvoas, Rua Salgado Filho, 321, Bairro Jardim União, Cuiabá/MT.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorArarath na CPI da Covid
Próximo artigoPM aumenta fiscalização após denúncia de rachas e autua 11 pessoas na MT-251