PM aumenta fiscalização após denúncia de rachas e autua 11 pessoas na MT-251

Vídeos mostraram motociclistas esportivos praticando essas disputas ilegais na última sexta-feira (10)

(Foto: PMMT)

A Polícia Militar realizou uma operação para coibir a prática de racha de veículos, na Rodovia Estadual Emanuel Pinheiro, na MT-251, no domingo (12.09), entre os municípios de Chapada dos Guimarães e Campo Verde. Na ação, 11 condutores foram autuados por irregularidades no trânsito.

A ação conjunta mobilizou policiais do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTRAM), da 1ª Companhia de Policiamento Independente de Chapada dos Guimarães (1ª CIA) e da 8ª Companhia Independente de Campo Verde.

Com barreiras e abordagens, a PM fiscalizou trechos ao longo do km 70 e km 82, locais divulgados pela imprensa, por meio de vídeos, na última sexta-feira (10), como pontos de encontro para a prática ilegal rachas entre motociclistas esportivos.

Durante as abordagens e fiscalizações da PM na MT-251, os policiais autuaram 11 condutores de veículos (carro e motocicleta). Dentre as irregularidades encontradas pelos policiais estavam dirigir sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), licenciamento vencido, descarga livre dentre outras.

O comandante do BPMTRAM, tenente-coronel Adão César afirma que a PM continuará reforçando as ações de policiamento na região com objetivo de coibir qualquer prática delituosa no trânsito.

“Essa ação conjunta da PM é para lembrar os condutores de veículos de que estamos firmes na fiscalização. É importante, lembrar o que trata o artigo 308 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), que participar de rachas é crime com pena de detenção de seis meses a três anos. Além do risco de multa e suspensão da habilitação ou proibição de obter a permissão para dirigir”, ressalta o comandante.

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800-065-3939.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFort Atacadista contrata funcionários para nova loja em Cuiabá; seletiva será nesta terça (14)
Próximo artigoJustiça nega usucapião a empregado que morava em imóvel cedido pela empresa