Fecomércio vira ponto de referência com o primeiro Impostômetro de Mato Grosso

Com mais de 18 metros quadrados, o painel será inaugurado no próximo dia 04 de abril, às 8 horas

Foto: Assessoria

Você tem noção do quanto se arrecada de imposto? Talvez não, mas essa é a proposta do Impostômetro, instalado na sede da Fecomércio-MT, que diariamente vai informar quem passa pela Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA) a quantidade de tributos arrecada pelo município, estado e o país.

Com mais de 18 metros quadrados, o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac-MT inaugura no próximo dia 04 de abril (quinta-feira), às 8 horas, o primeiro Impostômetro no estado.

O evento solene contará com a presença do presidente do Sistema CNC/Sesc/Senac, José Roberto Tadros e autoridades do governo estadual e municipal de Cuiabá.

Para o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, o telão de 6,4 metros de comprimento e 2,88 metros de altura visa chamar a atenção da população que passa pela região e mostrar o valor já pago em tributos municipal, estadual e federal.

“Informar a população do quanto pagamos de impostos é um dos papeis da Federação. Precisamos mostrar os tributos embutidos em nossos produtos vendidos e nos serviços oferecidos à sociedade mato-grossense. As novas reformas, em especial a tributária, precisa dar melhores condições aos empresários, prezando pelo livre mercado e menor interferência do governo na economia, seja municipal, estadual e federal”, disso o presidente.

O telão, instalado precisamente entre a Administração Regional do Senac em Mato Grosso e a própria Fecomércio-MT, irá divulgar também as ações desenvolvidas pelo Sistema Federação do Comércio, Sesc e Senac no estado, a previsão do tempo e a situação do trânsito na capital do estado.

Impostômetro

O Impostômetro considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária.

O levantamento utilizado das arrecadações federais é da Receita Federal do Brasil, Secretaria do Tesouro Nacional, Caixa Econômica Federal, Tribunal de Contas da União, e IBGE. As receitas dos estados e do Distrito Federal são apuradas com base nos dados do CONFAZ – Conselho Nacional de Política Fazendária, das Secretarias Estaduais de Fazenda, Tribunais de Contas dos Estados e Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda. As arrecadações municipais são obtidas através dos dados da Secretaria do Tesouro Nacional, dos municípios que divulgam seus números em atenção à Lei de Responsabilidade Fiscal, dos Tribunais de Contas dos Estados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAção da PF combate contrabando de cigarros e agrotóxicos em 5 estados
Próximo artigoTom Cruise barra Nicole Kidman em casamento do filho