Ever Given: navio ainda está ancorado no Canal de Suez com tripulação presa

Navio encalhou de 23 a 29 de março, causando grande engarrafamento e prejuízos financeiros

(Foto: Reuters/Autoridades do Canal de Suez)

Depois de ter ficado encalhado em março, durante uma semana, o navio Ever Given, continua proibido de deixar o Canal de Suez. Ele só poderá deixar o canal depois que os proprietários paguem a multa pelos danos causados. A tripulação também está no cargueiro e sem previsão para ser liberada.

O navio encalhou no Canal de Suez em 23 de março e foi retirado em 29 de março, tendo bloqueado durante a semana uma das principais rotas marítimas comerciais do mundo.

A Autoridade do Canal de Suez calculou perdas entre US$ 12 milhões e US$ 15 milhões por cada dia que o cargueiro bloqueou a passagem, gerando grande engarrafamento.

Agora, depois de um mês do incidente, a tripulação ainda está ancorada no Egito, sem saber quando poderá voltar para casa. Há um conflito entre a Autoridade do Canal e as empresas responsáveis pelo navio sobre quem deve pagar a indenização pelos danos do acidente e, assim, retirar a embarcação do local.

LEIA TAMBÉM

E agora?

O problema é que o navio é propriedade de uma empresa japonesa, mas é operado por uma companhia de Taiwan e tem bandeira do Panamá. A Autoridade do Canal não explicou ainda quem terá de assumir o pagamento da indenização.

O Ever Given encontra-se, no momento, no Grande Lago Amargo, um dos lagos do norte do canal. A Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) já visitou a tripulação e garantiu que ela está bem.

(Com Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorViolência doméstica: dez bairros de Cuiabá concentram 18,5 % das ocorrências
Próximo artigoHomem mata amigo, avisa sobre crime e espera policiais dormindo ao lado do corpo