Escola Presidente Medici terá status militar e será dirigida pelo Corpo de Bombeiros

Mudança decorre de plano inicial de parceria com a PRF em 2020; Seduc diz que transição foi debatida com comunidade escolar

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai tornar a escola estadual Presidente Médici, em Cuiabá, em escola militar, dirigida pelo Corpo de Bombeiros. A informação foi divulgada esta semana, mas não houve justificativa do governo para a mudança. 

Conforme a secretaria, a mudança de status será acompanhada pela troca de nome da escola, que será chamada de escola estadual militar Dom Pedro II Presidente Médici. A mudança de nome seria necessária pela transferência da instituição para a área militar. 

No ano passado, o governo de Mato Grosso anunciou uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para administrar a escola, e a total transferência para os militares decorre desse plano inicial.  

A Seduc afirmou a que a parceria não chegou a ser firmada. 

Na quarta-feira (1º), houve um protesto de estudantes contra a mudança, em torno de questões sobre LGBTQIA+, pessoas negras e que usam cabelo afro, valor do uniforme militar e contra a militarização das escolas no Brasil. 

A Seduc disse que, em casos específicos, os alunos serão realocados. Disse ainda que a transferência da escola para o Corpo de Bombeiros foi debatida com Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar em três audiências.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais sete UBS de Cuiabá passam a aplicar a vacina contra o coronavírus
Próximo artigoIndígenas acusados de estuprar adolescente em unidade de tratamento são presos