Mais sete UBS de Cuiabá passam a aplicar a vacina contra o coronavírus

Novas equipes já estão sendo treinadas para a ampliação da vacinação a partir da próxima terça-feira (7)

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Após 10 meses do início da campanha de imunização contra o coronavírus, Cuiabá entra em uma nova fase. Após a ampliação para 14 unidades básicas de saúde, em setembro, a partir desta terça-feira (7) o processo de descentralização vai continuar, com mais 7 unidades aptas a aplicarem as vacinas. O anúncio foi feito pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, na tarde dessa sexta-feira (3).

A partir desta segunda-feira (6), todos as pessoas de 18 a 59 anos que tenham tomado a segunda dose de qualquer vacina contra o coronavírus há 5 meses (150 dias) poderão receber a dose de reforço. Até então apenas trabalhadores da saúde e pessoas a partir de 60 anos estavam recebendo a terceira aplicação, mas com o recebimento de mais doses, a campanha Vacina Cuiabá – Sua Vida em Primeiro Lugar ampliou o público.

“Nessa cruzada contra a covid-19, a melhor estratégia de combater e vencer essa doença, é ampliar a vacinação”, explicou o prefeito de Cuiabá. Outra novidade, será a abertura de um novo polo a partir da próxima quinta-feira (9), na Unic Beira Rio.

As unidades que passarão a aplicar a vacina contra o coronavírus nesta semana são: UBS Santa Terezinha I, II e III, UBS Jardim Industriário I e II, UBS São João Del Rey / Novo Millenium na regional Sul; UBS 1º de Março / João Bosco Pinheiro, Centro de Saúde CPA III, na regional Norte;  UBS Despraiado I e II  na regional Oeste e Centro de Saúde Dom Aquino, na regional Leste.

Além dessas UBS, as equipes de outras 14 unidades básicas já estão sendo capacitadas e nas próximas semanas também começarão a aplicar as vacinas. Somadas às 7 que começam nesta semana e às 14 que já realizam a vacinação, até o mês de dezembro 35 unidades básicas estarão aplicando as vacinas contra o coronavírus. A descentralização da campanha já estava prevista no Plano Municipal de Vacinação desde sua primeira versão.

A coordenadora da campanha de vacinação, Valéria de Oliveira, disse que a ida das vacinas contra o coronavírus para as unidades de saúde é um caminho natural, já esperado pela Secretaria Municipal de Saúde.

“A aplicação de qualquer tipo de vacina é uma atribuição da Atenção Básica, ou seja das unidades básicas de saúde, então essa grande descentralização já era esperada. Por ser uma vacina que foi ansiosamente aguardada por toda a população, foi necessário fazer essa distribuição nas unidades de saúde paulatinamente”, explicou Valéria.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDomingo tem feira de adoção de animais e exposição no shopping de Várzea Grande
Próximo artigoEscola Presidente Medici terá status militar e será dirigida pelo Corpo de Bombeiros