Enem mantido em MT

Justiça Federal nega pedido de deputado e Defensoria Pública para suspender aplicação das provas

O juiz da 3ª Vara Federal, César Augusto Bearsi, negou pedido de liminar para suspender as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que serão aplicadas em Mato Grosso nos dias 17 e 24 de janeiro.

A decisão foi dada nos autos de uma ação popular ajuizada pelo deputado estadual Lúdio Cabral (PT).

O parlamentar requeria a suspensão das provas até que haja condições sanitárias adequadas para evitar a disseminação do coronavírus.

No entanto, o magistrado entendeu que as provas do Enem já foram adiadas por conta da pandemia e, no período, o governo federal diz ter adotado medidas sanitárias para prevenir os candidatos de eventuais infecções da Covid-19.

O mesmo argumento foi utilizado pelo magistrado para negar a suspensão do Enem em uma ação civil pública formulada pela Defensoria Pública da União.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia Civil diz que diretora do Sanear foi executada com sete tiros
Próximo artigoIdeias opostas: vacinação compulsória é tema de dois projetos na ALMT