Em tempos de coronavírus, é seguro ir ao mercado ou pedir comida em casa?

Saiba o que fazer nesses tempos difíceis

O mundo mudou após o contágio sistêmico pelo novo coronavírus. Relações foram alteradas profundamente e uma delas envolvem até mesmo o jeito que nos alimentamos e planejamos as compras para o mês.

A BBC ,felizmente, realizou um panorama completo em um guia sobre como devemos agir na busca à prevenção ao vírus.

Em termos de mobilidade, foi confirmado que o coronavírus pode sobreviver por até três horas em suspensão no ar depois de ser expelido por uma pessoa doente. Por isso, o uso das máscaras agora também é recomendado para quem não está doente.

É preciso também manter o distanciamento social de pelo menos dois metros para evitar fácil contágio da mesma forma.

Três medidas para minimizar os riscos são:

  • Lave as mãos por 20 segundos com água e sabão antes e depois das compras;
  • Trate as superfícies como se elas estivessem contaminadas. Ou seja, evite tocar seu rosto depois de manusear carrinhos de compras, cestas, pacotes e produtos;
  • Use métodos de pagamento sem contato (como cartões por aproximação).

Em produtos e objetos físicos não há ainda uma grande preocupação. Estudos ainda são conduzidos para provar se há chances de contágio através de maçanetas, embalagens, controles remotos, etc.

Preliminarmente, não há perigo. O vírus realmente se aloja no espaço, mas morre em questão de poucos minutos. Caso queira, pode higienizar com álcool. Se for possível, a opção de delivery é menos arriscada que uma ida ao supermercado, pois você evita os outros consumidores.

É provável que cadeias de restaurantes e estabelecimentos sérios estejam preocupados com a preparação profissional e higiênica de alimentos, para que haja um risco mínimo quando pensamos em uma refeição para viagem preparada na hora. Alimentos quentes são seguros enquanto alimentos frios permanecem uma incógnita. Na dúvida, melhor não arriscar.

O coronavírus já superou o número de um milhão de infectados ao redor do mundo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConheça os melhores apps de videochamadas para trabalhar em tempos de coronavírus
Próximo artigoMotorista de app encontra bebê de seis meses abandonado na rua