Eleitor tem até quinta-feira (14) para justificar ausência no 1º turno

Quem não justificar fica sujeito a multa e sanções que inviabilizam, por exemplo, participação em concurso público

(Foto: Reprodução/Veja)

Quem não compareceu para votar no primeiro turno da eleição realizada no dia 15 de novembro tem até quinta-feira (14) para justificar a ausência eleitoral.

A justificativa pode ser feita pelo aplicativo e-Título ou pelo site https://justifica.tse.jus.br/.

Quem vota em municípios onde houve segundo turno e também não justificou o voto nesta segunda etapa deve apresentar justificativas para cada uma das ausências separadamente. As justificativas referentes ao segundo turno poderão ser apresentadas até o dia 28 de janeiro.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Cuiabá, maior colégio eleitoral de Mato Grosso, foi registrado no primeiro turno 83.236 abstenções, o que correspondeu a 22,01% do total do eleitorado.

No segundo turno, o índice aumentou para 24,79%. Ou seja, 93.745 eleitores deixaram de votar.

Procedimento on-line

A maneira mais rápida e segura de justificar a ausência na votação é pelo aplicativo e-Título. Desenvolvida pela Justiça Eleitoral, a plataforma funciona como uma versão digital do título de eleitor e possibilita que a justificativa seja feita sem que eleitor precise sair de casa.

O download pode ser feito pela Apple Store em celulares com sistema IOS e pela Play Store nos aparelhos com sistema Android.

O que acontece se não justificar a ausência?

O voto é obrigatório no Brasil para todos aqueles com faixa etária de 18 a 70 anos. Quem não justifica, deverá pagar uma multa de R$ 3,51.

Sem apresentar justificativa e sem efetuar o pagamento da multa, não é possível emitir a certidão de quitação eleitoral e gera o impedimento de fazer concurso público, receber salários, caso seja servidor público, renovar matrícula em instituições de ensino administradas pelo poder público ou fiscalizadas pelo governo.

Se o eleitor não votar e tampouco justificar o voto em três eleições seguidas, sendo que cada turno corresponde a uma nova eleição, tem o título de eleitor cancelado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMEC abre inscrições para seleção de bolsistas do ProUni
Próximo artigoEmpregada vai morar na casa de patrão de 82 anos, fica presa e sofre assédio sexual