Durante briga, mulher mata companheira com facada no pescoço

Após o crime, a suspeita fugiu

A suspeita, Michelle (de óculos) e a vítima Elizama (Foto: reprodução / Facebook)

Uma briga entre um casal acabou com a morte de uma das mulheres, Elizama Cristina Moreira, 25 anos, com uma facada no pescoço nessa segunda-feira (7), no Bairro São Gonçalo, em Planalto da Serra (260 km de Cuiabá).

A Polícia Militar foi acionada pela irmã da suspeita, Michelle da Costa Lara, 32 anos, que encontrou a cunhada morta.

Uma equipe foi até o local e encontrou a casa com a porta aberta, a luz acesa e manchas de sangue na sala e na cozinha. Elizama foi encontrada no quintal da frente da casa, ensanguentada e com uma perfuração do lado esquerdo do pescoço, já sem vida.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a médica apenas pôde constatar a morte da vítima.

A irmã da suspeita disse que estava na casa da mãe quando o crime aconteceu e foi chamada por uma amiga do casal. Quando ela chegou, viu o sangue e o corpo e acionou a polícia.

O crime

Enquanto a polícia estava no local, a única testemunha do crime chegou, uma jovem de 25 anos. Ela contou que estava na residência do casal tomando cerveja com as duas quando elas começaram a brigar de forma alterada.

Ela resolveu ir embora. Porém, enquanto ainda estava perto da casa, ouviu gritos, olhou para trás e viu a vítima correndo e atravessando a rua.

Ela voltou para ver o que havia acontecido e já viu o sangue na casa. Nesse momento, ela resolveu ligar para a irmã da suspeita e contar que Michelle havia machucado Elizama. Ela, porém, não viu mais a suspeita.

A casa para onde a vítima tentou correr pertence a tios da suspeita, que também consideram a vítima como sobrinha, pois ela frequentava o lugar diariamente.

Antes de morrer ela chegou a mandar uma mensagem para a tia dizendo: “Michelle me machucou”, mas quando a tia perguntou onde ela estava, já não obteve resposta.

O caso foi registrado como lesão corporal seguida de morte e será investigado pela Polícia Civil de Chapada dos Guimarães (70 km de Cuiabá). A suspeita, até o registro da ocorrência, não foi localizada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConta antiga
Próximo artigoFCO vai liberar R$ 180 milhões para projetos de recuperação do Pantanal