Destinos econômicos para aproveitar a neve

Ver neve é um dos sonhos de muitos viajantes. Curtir as montanhas esbranquiçadas, brincar com as crianças e até mesmo esquiar são atividades que estão nos planos de todo mundo que pensa num bom passeio gelado. Mas os preços de viagens para clássicos destinos com neve pode ser caro para a maioria dos bolsos.

No entanto, é possível aproveitar a neve em destinos alternativos – até mesmo no Brasil! – gastando menos que o esperado. Há opções de diversão no gelo em cidades da Argentina e do Chile que têm atraído cada vez mais turistas interessados em ver neve e gastar menos.

A lista a seguir traz cidades, estações de esqui e destinos específicos para quem quer aproveitar a neve sem derreter o orçamento. Todos os preços das passagens de avião foram pesquisados no site da MaxMilhas com voos a partir de São Paulo. As opções de hospedagem foram checadas no site Booking.com para agosto de 2019.

Dica: Inclusive, dá para comprar a passagem e garantir a hospedagem direto pelo site da MaxMilhas.

São Joaquim (SC)

O estado de Santa Catarina é um dos únicos do Brasil onde é possível experimentar temperaturas abaixo de zero e neve ao mesmo tempo. São Joaquim, na região serrana, é uma cidade onde é possível ver neve de julho a setembro.

A dica é visitar o Parque Nacional de São Joaquim, uma das principais atrações para se ver a geada, a mais de 1.300 metros de altitude. O frio é intenso, mas vislumbrar a natureza em meio às montanhas brancas promete ser uma experiência única.

Perto de São Joaquim, Urubici é uma cidade parte do Caminho das Neves, com grandes formações rochosas que se cobrem pelo branco da nevada a cada inverno. Trata-se de uma das cidades mais frias do Brasil e também um dos mais baratos destinos com neve no país.

Em Urubici, vale aproveitar a paisagem de montanhas, serras e pinheiros que lutam bravamente contra o frio. A arquitetura local e a culinária típica alemã e italiana são diferenciais.

Em um hotel simples, é possível encontrar cinco diárias para duas pessoas em São Joaquim a partir de R$ 575. Para Urubici, o preço das hospedagens na mesma condição chega a R$ 630. As passagens para Florianópolis para duas pessoas saem a partir de R$ 629.

Bariloche (Argentina)

Um dos destinos mais requintados da América do Sul para os amantes da neve também pode trazer surpresas quando o assunto é preço baixo. Na cidade de San Carlos de Bariloche é possível aproveitar das famosas estações de esqui de Cerro Catedral, Piedras Blancas e Cerro Otto, mas andando um pouco mais, há opções mais em conta.

Junín de los Andes é ideal para quem quer pagar menos e aproveitar ao máximo a estadia. As estações de esqui da cidade estão próximas dos principais hotéis o que facilita o deslocamento, tornando tudo mais barato.

Villa La Angostura é outro destino próximo a Bariloche conhecido pela economia. Na região dos lagos da Patagônia Argentina, a cidade conta com duas pistas de esqui com boa infraestrutura e baixo preço.

A grande San Martin de los Andes conta com ainda mais estrutura, mas também preço baixo. As estações localizadas no Cerro Chapelco são usadas não só para turismo, mas também para a prática profissional do esporte.

Cinco diárias para dois adultos em um hotel de Bariloche podem ser adquiridas a partir de R$ 1.100. Nas mesmas condições, a hospedagem em Junín de los Andes sai a partir de R$ 859. Já para Villa La Angostura, o valor mais baixo fica em torno de R$ 618. Para San Martin de los Andes, o preço do hotel parte de R$ 916. As passagens aéreas de ida e volta para duas pessoas até Bariloche saem a partir de R$ 2.800.

Santiago (Chile)

No Chile, a cidade de Santiago é o ponto de partida para sair em busca de boas opções de turismo na neve por preços baixos. O Valle Nevado é o principal destino desse tipo e está na lista das atrações na neve mais baratas para os turistas. A estação de esqui é ideal para desportistas mais experientes, mas também conta com atividades para iniciantes.

Outra estação boa e barata é a Portillo, com 15 pistas para todos os tipos de dificuldade: fácil, intermediário, avançado e muito difícil. O local é ideal para quem viaja em família, graças às pequenas competições e ao programa Kids Camp, para a garotada.

Com descidas mais suaves e outras opções de divertimento além das pistas, a estação Farellones é a mais barata entre as chilenas. Recreação na neve é o foco do local, que conta com tirolesa, descida de boia, teleférico e fatbikes – bicicletas com pneus largos próprios para pedalar na neve.

A hospedagem para dois adultos por cinco dias em um hotel simples de Santiago sai a partir de R$ 687. As passagens para o Chile podem ser adquiridas a partir de R$ 2.181.

É possível conferir outras dicas sobre roteiros com neve no post:  https://blog.maxmilhas.com.br/dicas-de-viagem/onde-e-possivel-ver-neve-no-brasil