CVV abre curso para formação de novos voluntários em Cuiabá

Aprenda a ouvir e colocar o outro em primeiro lugar

Foto: Reprodução)

O Centro de Valorização da Vida (CVV) está com as matrículas abertas para o curso de formação de novos voluntários. As inscrições podem ser realizadas por e-mail ou pouco antes do primeiro encontro, marcado para o dia 8 de março (domingo).

Indicado a todos que queriam ajudar, o curso não tem exigências técnicas e, caso ao final do processo, o candidato não se veja apto para fazer os atendimentos, ele ainda pode atuar em várias outras atividades desenvolvidas pela entidade, bem como na parte administrativa e de divulgação.

A voluntária Ana Luíza Pereira explica que são realizados oito encontros aos domingos e, neles, as pessoas são colocadas a par da ideologia do CVV: “colocar o outro em primeiro lugar”.

Todo o trabalho é acompanhado por monitores, que junto com os candidatos, fazem uma análise no final do curso sobre a aptidão da pessoa em assumir a função de atendimento.

Quem estiver em condições, passa por um processo de teste, no qual é acompanhado por atendentes veteranos e, em seguida, passa por uma nova avaliação, que dirá se o candidato já pode ficar no posto sozinho.

Aos que não se considerarem em condições de fazer este tipo de trabalho, Ana lembra que a entidade tem ações na comunidade e precisa de pessoas para contribuir com o apoio, manutenção, divulgação e na secretaria.

“Nós somos formados apenas por voluntários e temos um diversidade de postos que precisam de voluntários”, argumenta.

A rotina

Os interessados precisam entregar o coração e também tempo para a organização. Os plantões são de 4h30 semanais, cumpridas de forma consecutiva.

Vale lembrar que o compromisso é essencial, uma vez que os atendimentos são 24 horas.

Como participar do curso

  • Inscrições pelo e-mail: [email protected] ou no dia do evento – 8 de março.
  • Local: Rua Comandante Costa, 296, Centro
  • Hora: 8h

CVV

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo.

Por ano, cerca de 3 milhões de atendimentos são realizados por 3 mil voluntários em 104 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação) ou pelo www.cvv.org.br via chat ou e-mail.

A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, cursos e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAgredida pelo namorado e jogada no chão, jovem reage o esfaqueando
Próximo artigoJustiça autoriza família de Cuiabá a plantar maconha para medicar criança

O LIVRE ADS