Cuiabá não terá carnaval e prefeitura analisa transformar feriado em dias úteis

Prefeito Emanuel Pinheiro disse que será mantido decreto que proíbe aglomeração em espaços públicos e estuda uma lei para controlar festas privadas

O prefeito Emanuel Pinheiro disse nesta quarta-feira (20) que manterá os decretos que proíbem eventos em espaço públicos com aglomeração. Com isso, os bailes de carnaval não ocorrerão neste ano. 

Ele afirmou que as medidas de segurança individual não devem ser flexibilizadas mesmo com o início da vacinação contra a covid-19. O decreto que veta eventos em lugares públicos foi baixado no fim do ano passado em decorrência das festas de fim de ano. 

“Está mantido [em vigor o decreto]. Só não está decidido ainda se será dia normal. Estou querendo transformar o feriado de carnaval em dias úteis. Isso ainda não está decidido, mas o carnaval está cancelado. Não tem condições”, disse. 

Pinheiro disse que deve enviar nos próximos dias para a Câmara de Cuiabá um projeto de lei que regulariza os eventos privados durante o período da pandemia. Ele não afirmou se a normativa será um espelho para as regras em espaços públicos se ou haverá permissão para realização deles com limites. 

“É um assunto que ainda estamos estudando, mas vai ser um projeto de firme, duro para controlar a proliferação do coronavírus nessa nova onda”, pontuou ele em entrevista no começo desta semana. 

As datas de carnaval neste ano estão marcadas no calendário entre os dias 13 e 17 de fevereiro, contando o fim de semana que antecede o feriado de Quarta-feira de Cinzas, no dia 16. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMauro Mendes veta isenção de descontos da Previdência a servidores aposentados
Próximo artigoVideo: explosão deixa dois mortos em Madri