Criador de The Witcher revela motivo de não ter trabalhado na série

Justificativa muito curiosa

O autor e criador da franquia The Witcher, o polonês Andrzej Sapkowski caminhou totalmente na direção oposta a outros escritores que viram suas obras adaptadas para o cinema como Stephen King, por exemplo.

Ao contrário de seus colegas de profissão, Sapkowski não se envolveu de modo algum com a produção do seriado que adapta seus livros de fantasia. Esta foi uma decisão vinda dele próprio, como revelou em uma entrevista recente  ao site io9.

O autor disse que quando a Netflix se aproximou dele e iniciou as conversas sobre adaptar seus livros para as telas, ele se mostrou relutante, mas que quando finalmente as coisas começaram a acontecer, ele não quis se envolver. A justificativa dada por ele é nada menos que genial:

“Eu não gosto de trabalhar muito duro ou por muito tempo. Na verdade, eu não gosto de trabalhar de jeito nenhum”, afirma.

“Meu nome aparece nos créditos. Eu não posso elogiar a série. Não seria decente. Eu teria que ser um idiota para dizer isso, meu nome aparece nos créditos!”, continua.

Sapkowski, de 71 anos, também disse que se recusa a comparar a nova série de TV com os jogos, porque nunca jogou nenhum:

“Eu não posso comparar nada com vídeo games, porque eu nunca joguei nenhum. Desde que eu era criança, eu nunca joguei nenhum jogo – com a possível exceção de bridge ou poker. Vídeo games simplesmente não são para mim, eu prefiro livros como entretenimento. De qualquer maneira, na minha opinião, série de TV e vídeo games – quaisquer deles – não podem ser comparados. São muito diferentes em abordagem, produção e objetivo. Você não pode comparar um espaguete à carbonara com uma bicicleta. Ambos tem suas vantagens e desvantagens”, conclui.

A segunda temporada de The Witcher será lançada apenas em 2021. A primeira está totalmente disponível na Netflix.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInternada com câncer terminal, estudante recebe título honorário de enfermeira no DF
Próximo artigoTrabalho escravo: Chapada dos Guimarães é a sexta colocada no ranking de 2019

O LIVRE ADS