Confiança quanto ao fim da pandemia e promoções reaquecem mercado de turismo

Atrações regionais começam a receber visitantes em julho, já os destinos nacionais a partir de novembro

Desde a semana passada, as agências de viagens voltaram a receber o contato dos clientes. Eles estão em busca de resgatar o projeto adormecido por conta da quarentena imposta pela pandemia do coronavírus e ainda aproveitar os preços, que estão pra lá de atrativos.

Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Mato Grosso, Omar Canavarros, os preços reduziram como estratégia para a recuperação do mercado e, em alguns casos, o parcelamento pode ser realizado em até 15 vezes no cartão.

Por enquanto, a procura maior é pelas opções regionais, a partir de julho. Já as nacionais, estão com embarque previsto a partir de novembro e seguem até meados do próximo ano, como maior demanda pelas datas comemorativas, como final do ano e Carnaval.

Alguns consumidores acreditam que Salvador será um bom destino para o Carnaval do próximo ano

No que diz respeito aos roteiros internacionais, estes estão quase que paralisados porque a concretização da viagem depende de muitas variáveis.

Canavarros explica que os voos começaram a ser realizados aos poucos nas principais empresas que fazem linha para fora do país. Na semana passa, a TAP, KLM e American Air Lines sinalizaram para o retorno das atividades.

No entanto, nem todos os trechos estão disponíveis porque muitos países fecharam as fronteiras e bloquearam o acesso de turistas como medida de isolamento social.

“São muitas incertezas levam as pessoas a preferirem o mercado nacional, considerado mais seguro”, avalia.

Viagens nacionais estão sendo programadas para depois de novembro (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Destinos nacionais

Entre os meses de novembro e dezembro, a procura é grande pelas Serras Gaúchas, por conta das celebrações de final de ano.

Já em janeiro e fevereiro, as praias e os destinos com grande tradição no Carnaval de rua estão no topo das listas.

Canavarros diz que muitos hoteis estão com diárias mais baratas. Pelo preço que o cliente compraria um pacote simples, hoje pode adquirir um no sistema All Incluse (comida e bebida à vontade) e até mesmo “turbinar” os passeios.

O presidente da entidade argumenta ainda que é uma boa oportunidade para as pessoas que cancelaram o pacote e receberam um voucher fazerem o reagendamento.

“Agora, eles vão poder escolher um hotel melhor e até mais passeios pelo mesmo valor”, sugere.

MT tem destino para todos os gostos

Que tipo de turista você é? Tem muito dinheiro para investir ou está com o orçamento mais modesto? Prefere aventura, tranquilidade ou imersão cultural?

Independente da sua resposta, Mato Grosso tem um destino para oferecer, assegura Canavarros.

A rotina rural é um dos atrativos das pousadas ao longo da transpantaneira (Foto: Reprodução/HoteisMT)

Para quem vai com a família, existem muitos hoteis estruturados no Pantanal. Espaços com todo o conforto e onde pode-se ter um convívio com a natureza, que está cada vez mais rara em ambientes urbanos.

Aos amantes dos esportes radicais, o presidente do sindicato recomenda a região de Jaciara e também Chapada dos Guimarães, onde há um diversidade de opções como rafting, trilhas, stand up pedal, rapel, entre outros.

E as pessoas que querem viajar com interesses culturais podem optar por fazer um passeio com guia turístico por Cuiabá e visitar algumas regiões do entorno, como Coxipó do Ouro.

Outra alternativa é o turismo as aldeias indígenas de Campo Novo dos Parecis. Lá, as pessoas terão acesso a forma de viver dos povos originários, bem como participarão das atividade diárias e ainda farão passeios pela exuberante área de mata, com lindíssimas cachoeiras.

Cachoeira Salto do Uitiariti fica em Campo Novo dos Parecis e é um dos pontos de parada dos turistas

No entanto, se o objetivo for aproveitar sem pensar em quanto isso vai custar, Canavarros lembra que o Cristalino Louge, em Alta Floresta, o Malai Manso Resort e algumas pousadas de charme em Chapada dos Guimarães são ideais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior96% do comércio está pronto para reabrir e empresários vêem “exagero” na multa das máscaras
Próximo artigoJovem trabalhador morre soterrado por soja em acidente em silo de grãos