Com tumor no cérebro, garoto espera cirurgia de emergência há 10 dias

Desafiando o relógio, adolescente pede que alguém interceda por ele

A família do menino Victor Gabriel Chagas dos Santos, 11 anos, tem percorrido uma via sacra por hospitais e instituições do Judiciário para garantir sua sobrevivência. Há um mês foi diagnosticado com um tumor no cérebro e seu caso é gravíssimo.

No dia 19 de novembro, o juiz da 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Várzea Grande, Alexandre Elias Filho, determinou por meio de uma liminar que ele fosse atendido no prazo de 24 horas. A situação, no entanto, já se arrasta até esta quarta-feira (27).

Depois de inúmeros apelos, o próprio menino gravou um vídeo que circula pelas redes sociais pedindo que alguém interceda por ele. “Eu tenho um tumor no cérebro, não uma febre. Eu só estou aqui internado, sendo furado o dia todo e tomando soro. Eu não aguento mais isso, esse pesadelo não acaba, por favor, imploro: façam alguma coisa!”.

De acordo com a decisão judicial, Victor teria que ter sido atendido com a máxima urgência, dado o caso gravíssimo que evolui a cada dia. A lesão no cérebro tem mais de sete centímetros e está próxima do nervo óptico, o que tem feito que o olho esquerdo dele “salte”.

O diagnóstico final da doença veio tardiamente. A família só teve conhecimento da gravidade neste mês. Segundo a tia dele, Cristina Girardo, há um ano o adolescente ficou cego do olho esquerdo, mas a família não sabia que se tratava de um câncer.

Na liminar, o juiz determina que, caso não haja vagas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o que é o caso, a cirurgia deveria ser realizada em um hospital particular, especialmente porque apenas o Hospital Femina, em Cuiabá, possuiria uma UTI pediátrica adequada para atendê-lo.

Sobre o caso de Victor, uma nota foi encaminhada à redação pela Secretaria de Estado de Saúde. De acordo com a assessoria, o procedimento já foi liberado, porém há um prazo a ser cumprido, de 48 horas.

Até que Victor seja transportado ao Hospital Femina, com fé, o garoto continua desafiando a doença e o relógio.

Confira nota da SES, na íntegra:

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) informa que o paciente V.G.C.S. deverá ser internado no Hospital Maternidade Femina, em Cuiabá, para ser submetido ao procedimento de retirada de tumor.

A SES-MT já determinou o pagamento do referido procedimento, mediante depósito judicial em favor do referido hospital particular, no valor de R$ 218.530,26 (duzentos e dezoito mil quinhentos e trinta reais e vinte e seis centavos).

Recurso liberado

Familiares informaram ao LIVRE nesta noite, que o processo de transferência para a Femina já foi autorizado, porém, Victor aguarda por uma vaga na UTI Pediátrica para a realização da cirurgia.

(Atualizada às 21h10)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCropLife Brasil debate geração de conhecimento para alimentar o mundo
Próximo artigoEnergisa investirá R$ 12 milhões em programa de eficiência energética