Centro de Custódia continua sem muro e visitas só recomeçam na quarta-feira

A interrupção ocorreu após parte do muro da unidade prisional ter caído, no último sábado (23)

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

As visitas do Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) devem retornar à normalidade na próxima quarta-feira (27), segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). A interrupção ocorreu após parte do muro da unidade prisional ter caído no último sábado (23).

Por causa do ocorrido, as visitas de domingo (24) foram suspensas. Para fazer a segurança do local, uma equipe do Serviço de Operações Especiais Penitenciárias (SOE) acompanha a situação durante 24 horas.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da Sesp, nos próximos dias uma equipe de engenharia fará avaliação da estrutura para tomar a providência adequada para reconstrução do muro, que já apresentava problemas de estrutura antes da queda.

O CCC

A unidade prisional foi uma das exigências da Fifa para a Copa do Mundo de 2014, ano em que o CCC foi inaugurado. Inicialmente, o local seria destinado a pessoas que fossem presas durante o evento esportivo. Atualmente, estão presas lá pessoas que possuem nível superior e estejam cumprindo prisão provisória ou homens presos pelo não pagamento de pensão alimentícia.

Pelo local já passaram nomes conhecidos, em especial da política mato-grossense. Entre eles, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Geraldo Riva, o ex-governador Silval Barbosa e o ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques. O desembargador aposentado compulsoriamente Evandro Stábile, condenado por venda de sentenças no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), é uma das pessoas que ainda está presa no local.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSefaz passa a atender das 7h30 às 17h30
Próximo artigoFãs transformam observatório astronômico em um R2-D2 gigante

O LIVRE ADS