Blitz em saída de show realiza mais de 140 testes de bafômetro; 11 pessoas foram presas

A operação teve início pouco antes das 6h, na Av. Dr. Paraná, pegando quem saía do show realizado na Univag

Foto: Assessoria

Quem curtiu o show do sertanejo Wesley Safadão, realizado neste sábado (13), no Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), teve uma pequena surpresa na saída da festa: uma mega blitz da Lei Seca, que realizou mais de 140 testes de bafômetro e levou 11 pessoas presas.

A blitz teve início pouco antes das 6h, na Av. Dr. Paraná, no Bairro Alameda (sentido Cuiabá). Não é segredo que a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) intensificou a realização de blitzes, em especial em grandes eventos, até mesmo como forma de diminuir o número de acidentes causados pela perigosa combinação de álcool e direção.

Ao todo, foram realizados 149 testes de alcoolemia, 55 atos de infração de trânsito, 11 prisões, 17 CNHs recolhidas, 11 Certificados de Registro de Licenciamento recolhidos e 28 remoções, sendo 20 de veículos e oito de motocicletas.

O coordenador do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), Ten. Cel. PM Gibson Almeida Costa Júnior, avaliou positivamente os resultados obtidos na operação. De acordo com o militar, a intensificação das atividades faz com que as pessoas se conscientizem sobre a grandiosidade do problema.

“Ao término de um evento como este, os condutores percebem a ação do Estado e não dirigem sob efeito de álcool, buscando outra forma alternativa de deslocamento. A constante presença do Estado nas ruas faz com que o número de acidentes combinado álcool e direção diminuam consideravelmente”, pontuou.

Participaram da iniciativa o GGI da Sesp, o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, o Detran, a Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran) e a Gerência de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Guarda Municipal de Várzea Grande.

Foto: Assessoria

*Com informações da assessoria

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOs quiproquós do Brasil atual
Próximo artigoUso de nova tecnologia no manejo de boro proporciona ganhos no canavial