Atriz de Smallville é condenada a três anos de prisão por caso de escravidão sexual

Processo foi iniciado em 2018 e chegou ao fim agora

Reprodução

Alisson Mack, atriz da série Smallville, finalmente foi condenada pelos crimes relacionados ao caso de escravidão sexual com a seita NXIVM (pronunciado como “Nexium”), liderada por Keith Raniere e por ela.

A sentença foi deliberada ontem, dia 30 de junho. A atriz foi condenada a três anos de prisão. Ela também terá que pagar uma multa de US$ 20 mil (cerca de R$ 100 mil na cotação de hoje) e prestar 1000 horas de serviços comunitários.

Segundo o Deadline, ela teve a sentença reduzida após ajudar o FBI a condenar Raniere, que foi sentenciado em outubro do ano passado a 120 anos de prisão.

A atriz foi presa pelo FBI em 2018 quando toda a seita foi revelada. Ela foi indiciada por tráfico sexual, conspiração e trabalho forçado contra as integrantes da seita. Ao longo processo, Mack se declarou culpada das acusações de extorsão.

Segundo as investigações, o trabalho da atriz dentro da seita era recrutar mulheres com um discurso de empoderamento e libertação, que era propagado através de cursos e palestras motivacionais.

Depois, em reuniões, as jovens eram forçadas a fazer sexo com Raniere sempre que ele ordenasse, além de serem marcadas com um ferro quente que trazia as iniciais de Raniere e de Mack.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVolta às aulas só com vacina: “por que professores são diferentes de outros servidores?”
Próximo artigoUFMT faz defesa póstuma de tese e professor ganha título de mestre após morrer de covid